O que é TikTok e como a sua marca pode usar esse canal?

Compartilhe esse post:
tiktok - capa

*Guest post por Ideris.

Fenômeno mundial, o aplicativo TikTok também vem sendo incorporado ao dia a dia das marcas e celebridades. Veja como usá-lo em seu negócio!

TikTok: o aplicativo chinês de mídia para criação e compartilhamento de vídeos curtos, está ganhando o mundo – incluindo o Brasil – e revolucionando a internet. Lançado em 2016 como “Douyin” no continente asiático, ele foi criado por Zhang Yiming, desenvolvido pela ByteDance e hoje já é a sétima rede social mais utilizada pelos brasileiros.

O TikTok é um fenômeno mundial. Somente no primeiro trimestre de 2020, o app foi baixado por 2 bilhões de usuários, segundo o SensorTower. Tornou-se referência em vídeo mobile no formato curto, pautando os memes que ganham a internet do Brasil. A expansão da rede social é visível, inclusive, pelo número de escritórios ao redor do mundo, incluindo Los Angeles, Nova York, Londres, Paris, Berlim, Dubai, Mumbai, Singapura, Jacarta, Seul e Tóquio.

O público do TikTok também revela o quão jovial é o conteúdo produzido por lá. Mais de 40% dos usuários têm entre 18 e 24 anos. O engajamento também é espantoso: ele registra uma média de 89 minutos por dia, de acordo com os números fornecidos pelo Business Insider. E no Brasil? São cerca de 7 milhões de usuários, conforme o levantamento feito pela GlobalWebIndex.

Devido ao tamanho sucesso, o TikTok tem se mobilizado em campanhas contra fake news e modificado as regras de uso. Apesar de não ser um aplicativo exclusivo para maiores de 18 anos (a partir dos 13 é possível ter uma conta), o app tem mudado a forma como os menores de idade consomem conteúdo para impulsionar padrões mais elevados de privacidade e segurança, especialmente para quem tem menos de 16 anos de idade.

O que o TikTok tem de tão especial?

Os vídeos curtos (de até 60 segundos) são cheios de filtros, efeitos e músicas. É possível fazer grandes edições usando a criatividade – esta é a palavra que pode resumir o seu sucesso, seja no Brasil ou no mundo. São vídeos que podem conter humor, dança, memes, e até assuntos sérios como política, além das lives que acontecem em abundância.

Não há muito mistério em como usar o TikTok. É possível seguir outros usuários, mas não é uma exigência para consumir conteúdo. O app oferece ao usuário uma timeline infinita. Se você não gostar do vídeo, basta rolar o vídeo para cima e seguir viagem. Com as curtidas, o algoritmo vai compreendendo os gostos do usuário, recomendando a ele mais e mais vídeos.

Os vídeos curtos não chamaram a atenção apenas dos usuários. Outras redes sociais estão investindo nesse tipo de conteúdo. O Instagram lançou o Reels no meio do ano de 2020. O Google entrou na jogada com o YouTube, lançando o YouTube Shorts (ainda em fase beta). Outros aplicativos oferecem recursos similares, como o também chinês Kwai.

Como vender no TikTok?

Ainda não existe uma forma para vender diretamente pelo TikTok – e isso deve mudar (veja no fim deste texto). Porém, devido à demanda por conteúdo e ao grande alcance que a ferramenta oferece aos usuários, muitos vendedores estão utilizando a rede social para expandir a marca, vender na internet e ganhar dinheiro no TikTok.

tiktok - interna

É comum notarmos vendedores de camisas de futebol exibindo os mais novos modelos do mercado, por exemplo, como uma forma de demonstrar seus produtos. Por lá, eles também tiram dúvidas nos comentários e direcionam seus usuários para suas lojas virtuais ou marketplaces. Isso acontece com qualquer produto, com vendedores falando sobre características do item e comparando produtos similares como forma de divulgar o que é vendido em suas lojas.

Outro tipo de conteúdo bastante comum é a exibição de utensílios domésticos (geralmente importados) que já são conhecidos pelas pessoas, mas não pelo nome oficial. Ou seja, sem saber como procurar, muitas vezes as pessoas desistem de comprar. Nesses perfis do TikTok os produtos são mostrados com os nomes originais, favorecendo métodos de venda como o dropshipping nacional e/ou internacional.

O uso de influenciadores, sejam eles nacionais ou mais regionalizados, também está em alta no TikTok. Muitas pessoas famosas no Brasil migraram para o TikTok, e não param de chegar. Os influenciadores são muito utilizados para compartilharem opiniões sobre determinados produtos ou serviços. 

As marcas também não estão de fora. Grandes nomes do e-commerce brasileiro foram ao TikTok para produzir conteúdo e ficar mais próximo de seus clientes, como as Lojas Americanas – que já atingiu quase 1 milhão de curtidas nos seus vídeos. Independentemente do tamanho da sua marca, ela também pode estar no TikTok para crescer e expandir o alcance dela para potenciais clientes.

O futuro vem aí: TikTok faz testes para oferecer compras no aplicativo

Na China, o TikTok tem o nome de Douyin e por lá, por meio de transações de comércio eletrônico, acumulou US$ 26 bilhões apenas em seu primeiro ano de operação. Devido a esse sucesso e do crescimento do Social Commerce como um todo, o TikTok pretende replicar a estratégia no restante do mundo.

De acordo com a Bloomberg, os testes começaram na Europa e devem intensificar a competição com o grupo Facebook. Por enquanto, o protótipo está disponível para alguns participantes selecionados e não se sabe muito mais detalhes, que só serão revelados quando houver o lançamento formal. 

É questão de tempo para o TikTok dar mais um passo em direção ao Social Commerce, passando a ser mais um promissor canal de vendas para os lojistas mais atentos.

Lea também:

Telegram: como usar essa ferramenta na sua estratégia de marketing digital?

Vender no Instagram ou no marketplace: como começar sua loja?

O que é marketplace?

Compartilhe esse post: