5 dicas para cadastrar produtos em sua loja virtual

Compartilhe esse post:
cadastrar produtos - capa

*Guest post por Bling.

De um bom título a uma operação automatizada: veja 5 dicas para cadastrar produtos e se destacar vendendo no e-commerce e nos marketplaces

A experiência do consumidor on-line é composta por uma série de fatores: desde quando ele acessa a sua loja virtual ou anúncio através de marketplaces, até a finalização da compra e o recebimento do produto em casa. 

Pensando nisso, é preciso entregar o máximo de boas experiências para este cliente. Quanto mais você se dedica, mais chances de impactá-lo positivamente.

E isso pode passar por diversas etapas, iniciando no cadastro dos produtos, passando pela criação de bons anúncios, até a entrega de conteúdos com assuntos relevantes. 

Para te ajudar em uma dessas etapas que consideramos extremamente importantes, neste artigo, separamos 5 dicas para cadastrar produtos em sua loja virtual. Elas vão te ajudar a otimizar a experiência do seu consumidor. Confira!

1 – Aposte no título atrativo

Os títulos são importantes! Quanto mais próximo eles estiverem da forma pela qual o cliente busca o item, melhor! Por isso, atenção às palavras que você escolher. Utilize palavras-chave que são conhecidas pelo público e que forneçam informações relevantes. Veja o exemplo abaixo:

Só pelo título, o cliente já fica ciente de informações importantes do produto: marca, tamanho da tela, se tem acesso à internet, se tem entradas para cabos, dentre outras coisas. 

Bons títulos, além de serem importantes para o mecanismo de busca (SEO) dos grandes sites, como o Google, também são atrativos para os clientes. Caso o título forneça informações relevantes e diretas, fica mais fácil ele clicar no produto para ver os detalhes da descrição, e consequentemente finalizar a compra. 

2 – Organize os produtos por categorias

Pensando sempre na experiência do cliente, faça categorias e subcategorias dos produtos da sua loja para facilitar a pesquisa durante a navegação no seu site. Se o seu negócio vende eletrodomésticos, por exemplo, é válido categorizar as mercadorias a partir dos cômodos da casa, agrupando subcategorias a cada novo setor inserido. 

cadastrar produtos - interna

3 – Capriche nas descrições dos produtos

O e-commerce oferece uma infinidade de opções ao consumidor, e a pesquisa ao concorrente está sempre a um clique de distância. Por isso, na hora da compra, ele quer se sentir confiante com as informações do produto. Se faltar algo, ele vai precisar chamar no chat e isso pode fazer com que ele desista da compra e feche o pedido em outra loja. 

Falhas nas descrições dos produtos acabam causando problemas na experiência do usuário e reduzindo as chances de vendas. 

4 – Imagens e vídeos do produto

O consumidor está cada vez mais visual na hora da compra on-line, por isso, não hesite em inserir fotos de qualidade e de ângulos variados, assim como fotos em uso do produto e até vídeos. 

Isso tudo acaba gerando identificação e o cliente passa a valorizar mais o anúncio com as opções variadas de fotos, vídeos e o produto em uso, do que os anúncios que apresentam apenas imagens estáticas e com menos variações. 

5 – Automatização do cadastro de produtos

Através de um sistema de gestão ERP é possível manter os produtos em sincronia entre o cadastro no sistema e a sua loja virtual, ou os seus diversos canais de venda. Para isso é necessário que haja um vínculo entre estes produtos, o que pode ser feito, inclusive, de forma automática. 

A atualização constante do catálogo de produtos do e-commerce é necessária para que as vendas ocorram com fluidez e sem imprevistos negativos, como vender um produto que ainda consta como disponível no site, mas não tem mais no estoque. Isso também é possível através da gestão de estoque que pode ser feita automaticamente através do ERP.

Outro ponto positivo dessa sincronização é que o cliente sempre terá as informações atualizadas sobre o produto e sua disponibilidade. 

Dica extra: tecnologia para vender mais e trabalhar melhor 

A transformação digital veio para que o nosso trabalho seja facilitado por ferramentas que integrem os nossos negócios on-line, e faz com que os processos se tornem mais assertivos e eficientes. Na hora de cadastrar os produtos na loja virtual, faça um check list com as principais dicas citadas acima.

Se preferir, você pode ir além e lançar mão de outras boas práticas, como utilizar URLs de acordo com a palavra chave e descrição SEO, para auxiliar no ranqueamento do produto no Google.

O cadastro dos produtos é um passo importante para que o seu anúncio chegue corretamente ao cliente que busca pelo produto. Ele deve estar sempre atualizado e, se possível, que isso seja feito de forma automatizada, através do sistema de gestão. Ele vai sincronizar as informações atualizadas com todos os canais de venda, evitando erros ou esquecimentos. Isso faz com que a sua página se mantenha atualizada e garante maior agilidade na hora de cadastrar e atualizar os produtos. 

Quando o empreendedor organiza os processos internos do seu negócio, ele passa a ter mais tempo para pensar na parte estratégica do seu negócio, como zelando pela criação de anúncios e campanhas mais atrativas e entregando ao cliente uma experiência cada vez mais completa de compra. 

Leia também:

Como fazer fotos de produtos no fundo branco

5 técnicas de SEO para e-commerce

Descrição de produtos: requisitos e dicas para um cadastro vendedor

Compartilhe esse post: