Como usar a audiência dos marketplaces para fazer suas primeiras vendas online

Compartilhe esse post:
audiência dos marketplaces - capa

*Guest post por Tray.

A audiência dos marketplaces pode impulsionar as vendas online de quem está começando no digital. Veja como aproveitar esse canal!

Ao criar uma loja virtual, é necessário criar estratégias para conquistar suas primeiras vendas. Afinal, no início, sua loja ainda é desconhecida no comércio eletrônico. 

Uma excelente maneira de iniciar suas vendas é usando a audiência dos marketplaces. Sobretudo, pois em geral são lojas já consolidadas no mercado.

O que são marketplaces? 

Os marketplaces são grandes lojas, como: Americanas, Submarino e Shoptime, que abrem espaço para pequenos e grandes lojistas venderem dentro de seus sites. 

Imagine começar sua loja virtual do zero e ter a oportunidade de vender através da Americanas? É uma oportunidade e tanto! 

Além dos marketplaces já serem lojas consolidadas e confiáveis, essas marcas estão sempre aparecendo na mídia. 

Vale a pena vender nos marketplaces?

De fato, o marketplace oferece o espaço para a venda e, em troca desse serviço, uma taxa é cobrada do lojista. 

Há quem acredite que essa “taxa” faz com que vender no marketplace seja desvantajoso. Entretanto, essa taxa nada mais é do que um investimento. Um investimento assim como no Google Ads, Facebook Ads, e-mail marketing etc. 

A diferença é que essa taxa é cobrada apenas se houver vendas. Diferente de outros investimentos.

Como usar a audiência dos marketplaces? 

Agora chegamos ao ponto-chave deste conteúdo. A audiência dos marketplaces é muito preciosa para você vender para um público muito mais amplo que o seu — ou iniciar a construção de um público. 

Contudo, é importante saber aproveitar essa audiência. Não basta colocar seus produtos no marketplace de forma superficial e esperar que o mesmo faça todo o trabalho. 

Então, vamos aos pontos:

Selecione os marketplaces

Não adianta vender em todos os marketplaces disponíveis no mercado se isso não faz sentido para seu segmento. 

Logo, é importante fazer um filtro de qual marketplace entrará em seu escopo de trabalho. Por outro lado, considere marketplaces com grande audiência e que são procurados para a compra de diversos produtos, como a Americanas e o Submarino. 

Garanta integração entre sua plataforma e o marketplace

Outro ponto essencial é a integração entre sua plataforma de e-commerce e os marketplaces selecionados. 

Caso você tenha uma plataforma com integração nativa, basta ativar a integração. Se esse não é o seu caso, será necessário contratar um HUB de integração para conectar a plataforma com os marketplaces. 

Assim, dentro da plataforma, você conseguirá ter controle total das vendas e processo de logística. 

audiência dos marketplaces - interna

Título do Produto

O cadastro de produto é parte fundamental desse processo. 

Imagine que dentro do marketplace, existirão inúmeros produtos semelhantes ao seu. E, muitas vezes, produtos que já foram comprados e avaliados pelos consumidores. Como você conseguirá se destacar? Através dos atributos do seu produto. 

Investigue as palavras-chave mais buscadas e utilizadas pelos concorrentes. 

Procure utilizar títulos otimizados, com a palavra-chave e principais informações de busca. Não crie títulos extremamente extensos. 

Não é necessário incluir o nome da sua loja no título. Essa não é uma informação relevante para quem busca e o marketplace pode penalizar sua conta. Sua marca já irá aparecer como a responsável pela oferta e venda do item.

Fotos

A primeira foto, sem dúvida, é o que faz o par perfeito com o título e conquista, ou não, o clique do cliente. 

Porém, não apenas a primeira foto precisa ser vendedora. O conjunto de fotos deve transportar o imaginário do cliente e fazer com que ele se sinta próximo do produto, como se realmente o estivesse vendo pessoalmente. 

Além disso, é importante estar atento às regras do marketplaces. A maioria deles solicita um padrão de imagens para realizar as vendas na loja. Assim, o canal consegue manter uma sequência de imagens semelhantes e que não passe a impressão de amadorismo para o seu consumidor. 

Por fim, procure diversificar suas fotos. Os concorrentes estão usando as fotos de fornecedores? Então invista em fotografias originais, de diversos ângulos e closes — assim você terá imagens incríveis!

Descrições 

Se o cliente chegou até a descrição, é porque há interesse em comprar. Então, aproveite esse momento e crie um descritivo sensacional! 

Se a missão das fotos é levar a impressão do cliente estar vendo o produto pessoalmente, a descrição tem o papel do vendedor. 

O vendedor é aquele que conta ao cliente todos os detalhes do produto, visíveis e não visíveis, todas as vantagens, diferenciais e tudo o que aquele produto agregará na vida do cliente caso ele realize a compra. 

Logo, esse é o papel da descrição. Vender o produto e mostrar a preocupação da loja em apresentar cada detalhe. 

Estoque e Preço 

Neste ponto, caímos na importância da integração entre os marketplaces e sua plataforma de e-commerce

Essa integração fará a conexão do estoque e dos preços de todos os produtos. 

Imagine dar baixa em diversos estoques porque um produto foi vendido em um dos marketplaces integrados? Imagine entrar em todos os canais e alterar o preço de um produto que sofreu essa alteração? 

A integração garante que isso ocorra de forma fácil e minimiza erros — como a venda de um produto sem estoque ou com o preço errado.

Lembrando que é possível vender com preços diferentes na loja virtual e nos marketplaces. Tudo vai depender de sua estratégia. 

Destaque no buy box

Além disso, alguns marketplaces possuem o buy box

Ao acessar a página de um produto, o cliente se depara com mais de uma opção de compra, essa caixa de opções de compra é justamente o que chamamos de buy box. São lojas com o mesmo item mas valores de frete, prazos de entregas e meios de pagamento diferentes. Assim, o cliente escolhe qual a melhor opção para si. 

Neste caso, é importante ficar atento. Geralmente, o cliente optará por menor preço, frete grátis e parcelamento sem juros. Entretanto, se a loja que oferece frete grátis possui um prazo de entrega muito longo, por exemplo, e o cliente tiver pressa, ele poderá optar por pagar pelo frete e receber a encomenda mais rápido. 

Fique de olho nos concorrentes 

Diretamente ligado ao tópico anterior: fique de olho nos concorrentes. 

Especialmente nos concorrentes do buy box, mas também nas demais lojas que vendem produtos semelhantes aos seus. 

Verifique as estratégias de marketing e absorva o que é vantajoso para seu negócio.

Leia também:

Principais erros de quem vende em marketplaces e como corrigi-los

Parceiro Americanas: tudo que você precisa saber para se tornar um

Quizz: 8 perguntas para testar seus conhecimentos sobre o e-commerce

Compartilhe esse post: