Marketing de moda: veja como divulgar seus produtos desse setor

Compartilhe esse post:
marketing de moda - capa

Fazer uma boa estratégia de marketing de moda é fundamental para destacar seus produtos nesse setor. Confira 5 dicas para aplicar em sua loja

O e-commerce brasileiro de moda cresceu 95,27% desde o ano passado, quando iniciou o isolamento social. O dado é da Fashion Network, uma plataforma de conteúdo voltada para profissionais de moda, luxo e beleza. Com isso, ficou claro que falar e investir em marketing de moda nunca foi tão importante quanto agora.

Com um mercado em pleno crescimento, se destacar em meio à concorrência, conquistar novos clientes, fidelizar os antigos e fazer uma boa presença de marca é mais necessário do que nunca. E, também, mais difícil. 

E esta é uma preocupação que deve ser tanto de quem tem um e-commerce próprio, quanto daqueles que vendem em marketplaces ou através das redes sociais. O marketing de moda é específico, importante e pode ser o grande diferencial da sua marca.

O que é marketing de moda?

O marketing de moda é um viés do marketing digital em que as estratégias são totalmente pensadas e focadas neste segmento em específico. Aqui ainda se mantém o objetivo de anunciar a marca e seus produtos para clientes em potencial, pensando sempre no que interessa e afeta os clientes e o mercado da moda. 

Este é um setor muito particular devido ao ritmo acelerado da indústria. Enquanto em alguns outros é possível executar campanhas de marketing iguais ou semelhantes por alguns anos seguidos, o setor de moda se move em ciclos muito curtos.

Se até hoje você não tinha pensado na importância do marketing de moda para o seu negócio, ou se ainda está planejando abrir a sua loja, este artigo é para você! 

Pois saiba que existem algumas estratégias que são mais fáceis de serem colocadas em prática, não demandam altos investimentos e nem exigem profissionais especializados (ainda que seja importante tê-los para trabalharem a sua estratégia do começo ao fim). E hoje, vamos apresentá-las para você. Confira a seguir:

5 estratégias para aplicar na sua loja

1 – Conheça sua persona e segmente seu público

O primeiro passo é entender o que é uma persona. E se você ainda não sabe, a persona é uma representação fictícia do cliente ideal da sua loja. Você realmente pensa em alguém, trazendo nome, idade, comportamentos e características sociais, profissionais e demográficas.

O ideal é que você vá além e traga na persona informações ainda mais específicas, como a história pessoal, os objetivos, as motivações, as preocupações e os desafios enfrentados por esse cliente ideal.

E como você descobre a persona da sua loja? Pesquisa! Colete informações com seus clientes e faça um compilado, tentando entender a situação e o momento da maioria deles e onde esses pontos convergem. Alguns exemplos de informações essenciais são:

  • Cargo que ocupa;
  • Escolaridade;
  • Gênero;
  • Idade;
  • Desafios (pessoas e profissionais);
  • Motivações para procurar sua loja;
  • O que influenciou na decisão de procurar;
  • Por qual canal costuma consumir conteúdo relacionado ao produto;
  • Qual tipo de conteúdo considera mais interessante.

Um exemplo do que seria uma persona para o segmento de moda de luxo: 

“Gabriela, 29 anos, solteira e trabalha como executiva em uma multinacional. Ela faz muitas viagens para fora do país a trabalho, além de reuniões com executivos do alto escalão. Mora sozinha e conta com ajuda na limpeza da casa uma vez por semana. Gosta de ler, de correr no parque e encontrar as amigas para um drink após o expediente. Gabriela precisa de um guarda roupa versátil, elegante e sofisticado. Com peças que combinem entre si, para facilitar arrumar a mala na viagem e que a permita ir da reunião para o happy hour. 

Por isso ela dá preferência para roupas atemporais, de qualidade, com bons cortes e tecidos.”

Com todo este cenário claro à sua frente, fica fácil segmentar seu público e entender onde a sua marca deve estar presente e para quem você deve anunciar. 

É importante frisar que anúncios segmentados têm duas funções muito claras no seu negócio. Eles ajudam a aumentar as chances de conversão, afinal, você está falando com quem tem interesse no seu produto. E também trazem economia para o seu negócio, uma vez que é mais assertivo e evita anunciar em lugares e para públicos que não são do seu interesse. 

marketing de moda - interna

2 – Crie uma estratégia de conteúdo para sua marca

O marketing de moda vai muito além de oferecer os seus produtos. Quando você entrega conteúdo relevante para o seu público também está colocando-o em prática. E você pode abordar assuntos referentes aos seus produtos diretamente, ao universo dos seus clientes e ao que lhes desperta interesse.

Por isso, é uma boa iniciativa ter um blog ou perfis em redes sociais para distribuir conteúdos relacionados à moda. Dicas de estilo, ideias de como customizar peças, novas formas de uso, fatos históricos do mundo da moda e até mesmo peças icônicas. Levar conteúdo para o seu público cria conexão. Alimenta o relacionamento entre marca e cliente.

Ou quem sabe, trazer assuntos para além da moda, relacionados ao seu segmento. Se você vende roupas de surf, por exemplo, pode falar das melhores praias para se praticar o esporte, os diferentes tipos de pranchas, comentar os campeonatos mundo afora… 

Com esta estratégia, você se faz presente sem precisar oferecer o que você vende a todo momento.

3 – Maximize o seu seu alcance

Existem alguns segmentos dentro da moda que são muito específicos, roupas no estilo pin-up, ou country, sapatos femininos com numeração maior do que 39… Já outras lojas são mais generalistas, como “roupa infantil” ou “moda masculina”. Nos dois casos é importante maximizar o seu alcance.

Para as lojas de nicho, maximizar o alcance é importante para ampliar as chances de conversão. Já as que trabalham com uma gama maior de produtos também devem se preocupar com isso, pois a concorrência para elas é maior. Então, quanto mais pessoas conhecerem, maiores as chances de vender.

Dois caminhos são os mais usados para elevar o alcance: anunciar muito! Em diversos canais, com um trabalho de segmentação excelente. Ou se cadastrar em um marketplace. Os marketplaces são sites já conhecidos e estruturados na internet, que aceitam que outros parceiros utilizem a sua infraestrutura para vender ali também. 

E uma das vantagens de atuar em um marketplace é receber (sem precisar fazer nenhum investimento) todo o tráfego que a loja recebe por si só. As próprias marcas fazem esse trabalho de marketing, divulgação e anúncios, o que gera milhares de visitas por dia. 

O Submarino é um exemplo de marketplace que tem um segmento forte de moda, trazendo diversos nichos, marcas famosas e diversos parceiros que expõem seus produtos e conseguem atingir um público antes inimaginado.   

Aumentar seu alcance e vender para o Brasil todo? Cadastre-se na B2W Marketplace

4 – Faça das suas redes sociais canais de venda

Lembre-se: redes sociais são mais do que canais de interação com seu público. Use-as para vender!

Hoje, as redes sociais mais usadas já têm ferramentas voltadas para vendas dentro das próprias plataformas. É o caso do Facebook e do Instagram, por exemplo. Eles oferecem  inúmeras funcionalidades que facilitam a experiência do consumidor, como etiquetas de preço, descrições detalhadas e muito mais! Não deixe de usá-las! 

Existem algumas boas práticas que são interessantes de usar e facilitam o atendimento através destes canais. Por exemplo, informe no seu perfil o horário de atendimento no direct, Messenger e no Whatsapp. Deixe claro, também, se a sua loja envia para todo Brasil.

Coloque no seu perfil o link do seu site mesmo que você use a aba “Loja” no aplicativo. Também é importante usar boas fotos, utilizando a tag de preços. Isso ressalta o fato de você utilizar o aplicativo para vender e mostra as peças na aba de compras do aplicativo.

Então, explore todo potencial da ferramenta e ofereça ao seu público mais um canal de compra, que ele consegue acessar ali, enquanto se distrai na timeline.

5 – Mostre os bastidores do seu negócio!

Moda é um assunto que ainda fascina muitas pessoas. Por que não matar algumas curiosidades? 

Divida os bastidores da sua loja, como uma sessão de fotos, seja com modelos ou apenas das peças. Também compartilhe o processo de criação de uma nova coleção, ou como vocês decidem as compras da próxima estação.

O Story, no Instagram, é a ferramenta ideal para esta estratégia. Como o conteúdo sai do ar após 24h, você consegue compartilhar sem pesar a timeline. E aqui você alimenta também a estratégia de criar conteúdo para sua audiência. E um conteúdo que tem grande chances de engajar a sua audiência, entender melhor o que é interessante para eles e criar uma troca muito proveitosa para sua loja.

Com essas cinco dicas fica mais fácil começar a sua estratégia de marketing de moda. E com o crescimento do mercado, esse é o momento ideal para investir na área e fazer o seu negócio deslanchar! Não deixe para depois e construa sua presença virtual junto ao seu público-alvo.

Leia também:

11 dicas para quem deseja começar a vender roupas

Como montar uma loja de bijuterias: o passo a passo completo

O que é e-commerce e como começar um?

Compartilhe esse post: