Gestão financeira: 3 dicas para organizar as finanças do seu negócio

Compartilhe esse post:
gestão financeira - capa

Ter uma boa gestão financeira é essencial para seu negócio entregar resultados consistentes e se manter a longo prazo. Veja como fazer isso

Quem tem o próprio negócio sabe: um bom planejamento e gestão financeira estratégica é algo essencial! Por mais que o seu produto ou serviço seja incrível, é preciso se organizar financeiramente para que o seu negócio tenha vida longa e próspera. 

Essa necessidade é ainda mais evidente quando falamos de micro e pequenas empresas. Normalmente, elas possuem poucos recursos e dependem totalmente do seu faturamento para continuarem funcionando. Nesses casos, qualquer erro na sua administração financeira pode ser fatal.

Para saber por onde começar, separamos três dicas básicas para uma boa gestão financeira. Assim, você poderá melhorar a organização do seu negócio, garantindo que ele fique mais eficiente e competitivo. Veja a seguir!

Gestão do fluxo de caixa

O fluxo de caixa da sua empresa consiste, basicamente, nos movimentos de entrada e saída, ou seja, todos os pagamentos e recebimentos que acontecem na sua empresa ao longo do período. É fundamental que a gestão do fluxo de caixa seja feita de forma minuciosa, registrando tudo de forma detalhada para que te traga uma percepção realista da situação do seu caixa.

Fazer o controle deste fluxo permite organizar o seu negócio de uma maneira simples, facilitando o planejamento financeiro e as tomadas de decisão que impactam diretamente o caixa. 

É importante ressaltar que o fluxo de caixa serve, também, como uma ferramenta de projeção. Com ela, você pode (e deve) projetar os seus recebimentos futuros (de vendas a prazo, por exemplo), além dos pagamentos que também já são previstos, como salário de funcionários e aluguel.

Existem alguns meios de facilitar a gestão financeira do seu caixa, como ferramentas, aplicativos etc. Mas a verdade é que ela pode ser feita até mesmo por planilhas. Neste link, você terá acesso a um gerenciador muito funcional, que vai facilitar a organização do seu fluxo de caixa. Faça o download e controle tim tim por tim tim tudo que entra e sai da sua empresa.

gestão financeira - interna

Planejamento estratégico de vendas

É fundamental planejar as vendas do seu negócio. Um bom planejamento pode te dar mais segurança nas tomadas de decisão, além de mais agilidade na hora de repensar e corrigir problemas inesperados na sua operação.

Para começar, você deve mapear todo o cenário atual, tendo em vista o seu público-alvo e os seus clientes atuais. Depois, entenda os seus produtos (quais os campeões de venda? Quais são os mais rentáveis?) e entenda o mercado.

Depois disso, você precisa criar uma previsão das suas vendas. Em quais períodos do ano você espera um aumento de pedidos? Quais períodos podem apresentar queda ou estagnação? As respostas dessas perguntas, somadas às informações previamente mapeadas do seu negócio, vão te trazer um bom planejamento financeiro.

Então, quando seu plano estiver desenhado, o próximo passo é começar a execução. Importante citar que, ao longo de todo o período de execução, deve haver um controle próximo desse plano para que qualquer ocorrido que saia do previsto possa ser identificado e corrigido. 

Dessa forma, você consegue entender exatamente o motivo de algo não ter saído como esperado, além de identificar, também, aquilo que deu certo e tornar padrão.

Análise de retorno dos investimentos

Todo investimento que você pretende realizar deve ser pautado em uma análise criteriosa. Sabemos que, para manter um negócio sólido e que siga evoluindo, precisamos constantemente investir em melhorias, infraestrutura, marketing etc. Mas é preciso ter muito claro em mente que todo investimento tem que ser estudado antes de realizado.

Com qualquer investimento, o que esperamos é gerar um retorno financeiro futuro – seja ele a curto ou a longo prazo. Sendo assim, é preciso mensurarmos de maneira eficiente quais serão esses retornos, a fim de entender se o investimento vale ou não a pena.

Para isso, contamos com alguns indicadores. Os principais, aqueles que devem receber mais atenção, são: 

  • Payback: o tempo que leva para que o seu investimento cubra o montante investido. É um indicador bem simples, que ajusta a estimativa de tempo na hora de se planejar. A análise aqui é básica: quanto mais rápido seu investimento for recuperado, mais vantajoso ele será. Para te ajudar, preparamos uma calculadora que vai facilitar o seu dia a dia. Confira!
  • Valor Presente Líquido (VPL): traz para valor presente todos os ganhos futuros do seu investimento, comparando-os com o valor que foi investido. Caso você tenha um VPL maior do que zero, o seu projeto é viável e trará retorno. Já se ele for igual a zero é indiferente. Menor do que zero, o projeto não deverá ser executado.
  • Taxa Mínima de Atratividade (TMA): expressa a remuneração mínima que um investimento precisa oferecer para que ele valha a pena economicamente. Também significa a taxa máxima que deseja pagar ao fazer um financiamento. Normalmente, considera-se a Taxa Selic como uma base para facilitar os cálculos.
  • Taxa Interna de Retorno (TIR): calcula a taxa de desconto que deve ter um fluxo de caixa para que seu Valor Presente Líquido (VPL) iguale-se a zero. Se a TIR de um projeto exceder a TMA, significa que o projeto é viável. Caso seja menor, o projeto torna-se não rentável e não deve ser executado.

E é importante, também, entender o timing deste investimento. Certas coisas precisam ser feitas naquele momento para gerar retorno e crescimento para o seu negócio. Mesmo que você não tenha exatamente como investir. 

Para isto, muitos lojistas recorrem a empréstimos. Bem usados, eles podem fazer a diferença no seu negócio! Se esta for uma opção para você melhorar a gestão financeira, em relação ao caixa ou investimentos do negócio, busque por empresas de crédito que ofereçam as melhores condições: mais parcelas e menos juros.

Os lojistas da B2W Marketplace, por exemplo, podem contar com a Crédito Seller, serviço de crédito exclusivo para parceiros, 100% digital, sem burocracias e com a menor taxa do mercado. 

Se você já vende na B2W Marketplace, não deixe de conhecer o serviço e saiba como investir no seu negócio de forma inteligente!

Compartilhe esse post: