ERP para MEI: como utilizar um sistema de gestão para meu negócio

Compartilhe esse post:
erp para mei

*Guest post por Bling.

Um ERP para quem é MEI precisa atender funcionalidades básicas para auxiliar esse profissional. Veja quais são

São mais de 10 milhões de Microempreendedores Individuais (MEIs) no Brasil, boa parte destes inseridos no comércio eletrônico, principalmente no último ano onde a pandemia acabou transformando o comportamento do consumidor. É caracterizado como MEI aquele que dispõe de CNPJ e usufrui de serviços como emissão de nota fiscal, contratação de até um funcionário, arrecadar fundos para aposentadoria e pagar somente um imposto mensal. 

Por ser autônomo, é importante o profissional MEI dispor de ferramentas que auxiliem o trabalho de gestão e integrem o negócio a plataformas de e-commerce, como é o caso do ERP. 

Quais serviços essenciais em um ERP para MEI? 

Sempre que falamos em sistema de gestão ERP se pensa em automatização de processos, geralmente visando grande volume de notas, estoque ou canais de venda, mas o ERP é uma ferramenta muito útil também para o MEI, que inserido no e-commerce pode replicar a sua operação para diversos canais de venda mantendo a organização unificada. 

Entre os principais benefícios do ERP para o negócio: 

  • Cadastro de clientes; 
  • Emissão de Notas fiscais e boletos;
  • Controle financeiro e Fluxo de Caixa;
  • Controle de estoque;
  • Integrações à marketplaces;
  • Integrações logísticas;
  • Conta digital integrada ao sistema de gestão, entre outros.

Na integração aos marketplaces, o ERP é uma ferramenta indispensável já que para criar presença digital é uma estratégia interessante estar presente em diversos canais de venda. Através do ERP, não é preciso criar uma loja virtual para iniciar as vendas em alguns canais, basta organizar a operação, cadastre-se no canal e manter as seguintes especificações:

  • Declarações de conteúdo;
  • Nota fiscal eletrônica (nf-e) com chave de acesso digital e emitida no formato de arquivo xml;
  • Conta jurídica (com o mesmo cnpj da empresa) para recebimento dos pagamentos;
  • Produtos com código de barras legítimos e estoque a pronta entrega;
  • Itens com dimensões dentro dos limites estabelecidos pelos correios.
erp para mei - interna

MEI emite NF?

A questão da emissão de nota fiscal para MEI sempre gera dúvidas, mas de forma geral, o MEI só precisa emitir notas em operações que envolvam pessoas jurídicas. No caso das vendas no e-commerce é preciso entender as especificidades de cada canal de venda, onde exige ou não notas fiscais. 

A Nota Fiscal eletrônica (NF-e), que é a exigida pela maioria dos canais de venda e trata-se de um arquivo de computador em formato XML, que possui uma chave de acesso comprovando sua originalidade e exclusividade, e é emitida através do ERP. 

As NF que o MEI pode emitir estão sempre relacionadas ao produto ou serviço prestado, mas ele pode emitir notas dos tipos: NFA, NF-e, NFC e NFC-e. 

Integrar para vender mais 

Empreender no e-commerce é uma trajetória a ser construída aos poucos, e contar com uma ferramenta de integração, como o ERP, é importante para unificar a gestão e automatizar alguns processos. Entre as principais vantagens estão o baixo investimento e a diferença positiva ao manter um negócio organizado, visando sempre a melhor experiência para o consumidor. 

Não importa se o seu negócio é pequeno ou está começando, integrar é uma solução importante para escalonar os negócios mantendo uma equipe enxuta e tornar os processos eficientes.  

O MEI busca no e-commerce uma oportunidade de crescimento e aprende muito com as plataformas sobre vendas, varejo e mercado. A tecnologia é aliada ao MEI e torna a visibilidade da empresa maior, além de ser uma estratégia inteligente para ampliar o alcance do negócio.

O ERP online garante força estrutural para a empresa, e o gestor pode acessar o sistema remotamente. A ferramenta auxilia principalmente no gerenciamento financeiro, organização de cadastros, emissão de notas fiscais, além de integrações logísticas e com mais de 100 marketplaces. Com maior facilidade na administração e com a possibilidade de ter uma visão mais ampla do negócio, fica mais fácil investir tempo e energia em estratégias de venda. 

Leia também:

Formalização MEI: 9 vantagens de profissionalizar seu negócio

Principais dúvidas sobre a documentação do seu negócio MEI e alteração de categoria

Como fazer sua declaração anual de MEI?

Compartilhe esse post: