O que é logística e como gerenciar sua operação?

Compartilhe esse post:
logística - capa

A logística é fundamental para qualquer negócio, sobretudo para quem vende pela internet. Saiba mais sobre ela e como melhorá-la

Para falarmos de logística e explicar o que ela representa para as empresas, precisamos voltar um pouco no tempo e explicar sua origem.

Na Antiguidade, os líderes militares já usavam a logística durante as inúmeras guerras. Como elas eram longas e geralmente distantes, fazia-se necessário deslocamentos grandes e constantes de recursos. 

Para transportar as tropas, armamentos, carros de guerra e alimentos aos locais de combate, era preciso planejamento, organização e execução de tarefas logísticas para a definição de uma rota. Além disso, nem sempre era utilizada a rota mais curta. Havia outros fatores que influenciavam esta escolha, como a existência de uma fonte de água potável próxima, facilidade no transporte, na armazenagem e na distribuição dos equipamentos e suprimentos

De acordo com alguns dicionários, logística é aritmética aplicada, álgebra elementar e lógica simbólica. Também pode ser considerada uma ciência militar que trata do alojamento, equipamento e transporte de tropas, produção, distribuição, manutenção e transporte de materiais e outras atividades não combatentes relacionadas. Na Antiga Grécia, Roma e no Império Bizantino, os militares, com título de “Logistikas”, eram os responsáveis por garantir recursos e suprimentos para a guerra.

Após o término da Segunda Guerra Mundial, no ano de 1945, o mundo retomava  sua atividade econômica e a indústria estava a todo vapor para suprir o mercado. Neste momento, a logística ganhou espaço trazendo o planejamento, otimização de processos, gestão de prazos e manufaturas. 

Para uma empresa, a logística tem a missão de dispor a mercadoria ou o serviço certo, no lugar certo, no tempo correto e nas condições desejadas. Assim, administrando os recursos operacionais de manufatura com a finalidade de dar ritmo e velocidade a produção, voltada a demanda do cliente final. 

Como gerenciar sua operação logística?

Para ter um bom gerenciamento nos dias de hoje, é essencial ter um Sistema ERP (“Enterprise Resources Planning” ou “Planejamento dos Recursos da Empresa”). Ele fornece rastreamento e visibilidade global de informações de qualquer parte da empresa e de sua cadeia de suprimento.

O ERP é um sistema integrado e que possibilita um fluxo único de informações, contínuo e consistente por toda a empresa, sob uma única base de dados. Ele é um instrumento para melhoria de processos para negócios, como a produção de itens ou distribuição, com informações on-line e em tempo real. O sistema permite visualizar por completo as transações efetuadas pela empresa, desenhando um amplo cenário de seus negócios.

Desta forma, todas as áreas se comunicam em um só lugar.

  • Logística: planejar e integrar a produção ao sistema operacional;
  • Produção: produzir com qualidade no tempo e no custo;
  • Marketing: planejar as vendas, mantendo as metas ao longo do tempo;
  • Engenharia: desenvolver fluxo de processos e novos produtos;
  • Finanças: liberar recursos e controlar os orçamentos;
  • Recursos humanos: capacitar a mão de obra em todos os níveis.

Com base no desdobramento do plano de cada área, a operação terá seu planejamento mensal e anual a ser cumprido. E deverá seguir as métricas de acompanhamento para alcançar as metas e resultados esperados. Algumas dessas métricas são:

Just in time:

Um método de gestão no qual todas as ações são realizadas dentro do tempo e prazo preestabelecidos.Seja atividade de compras de insumos, de produção, ou transporte. Dessa forma, a empresa consegue atuar com estoque zerado, gerando economia nos custos de armazenamento. 

Isso traz qualidade da operação e ajuda a acabar com o desperdício, evitando a superprodução. Também impede que produtos fiquem parados no estoque.

Gargalos de expedição:

Qualquer obstáculo que impacte negativamente o andamento da saída de produto, como por exemplo a falta da documentação. Isso pode trazer problemas externos e internos, pois a empresa se expõe à autuação de órgãos de fiscalização e com isso o prazo final é diretamente afetado. Além de ocasionar falhas no controle, que podem levar a um cenário no qual os dados não correspondem à realidade.

Acuracidade do estoque disponível:

Este é um indicador que revela o quão confiável são as informações sobre o estoque do seu negócio, em relação à existência física dos itens controlados. A falta de confiabilidade afeta todos os setores da empresa, desde o nível gerencial até o operacional.

Quando a informação de estoque no sistema de controle, informatizado ou manual, não confere com o saldo real, dizemos que este inventário não é confiável ou não tem acuracidade. 

logística - interna

Gestão à vista:

Um modelo de gerenciamento que permite que os dados e informações do negócio sejam visualizados e compartilhados com toda a equipe, através de monitores disponibilizados em pontos estratégicos ou pelo acesso em dispositivos.

Em geral, essas informações são apresentadas por meio de gráficos, tabelas ou checklists. O objetivo é garantir que todos consigam compreender as informações de forma rápida e fácil.

Relatório diários:

Relatórios de resultados logísticos é onde se concentra uma série de informações sobre o rendimento de toda cadeia produtiva em um determinado período de tempo.

É imprescindível que os dados sejam confiáveis, relevantes e, sobretudo, atualizados. Afinal, esses documentos serão usados como base para tomadas de decisão e para elaboração de estratégias futuras.

Por que é importante unificar as informações entre as áreas?

Para que a sua empresa tenha uma logística integrada, que ofereça um bom nível de serviço e que agregue valor de forma direta e indireta a seus produtos. 

Para quem busca facilitar essa gestão, existe a logística terceirizada. Nela,  as empresas passam a gestão e acompanhamento das suas atividades internas para empresas especializadas. Elas irão controlar e monitorar todos os  processos. Essa é uma ótima alternativa para que a principal atividade de sua empresa receba mais atenção e tenha o seu foco. 

Na plataforma B2W Marketplace, sabemos que o principal foco de seus parceiros é a venda de seus produtos e por isso a plataforma oferece o serviço do B2W Fulfillment, no qual todo o estoque do parceiro fica sob seu gerenciamento, realizando desde a armazenagem até o envio para o consumidor. 

Clique aqui e veja todas as vantagens que o serviço traz para o seu negócio. 

Se você já vende na B2W Marketplace, preencha o formulário a seguir e entraremos em contato para mais informações:

Leia também:

O que é FIFO, LIFO e FEFO?

Modelo logístico terceirizado ou próprio: qual é o melhor para o seu negócio

Como solucionar os problemas operacionais mais comuns em uma loja on-line

Compartilhe esse post: