Como montar uma loja de bijuterias: o passo a passo completo

Compartilhe esse post:
loja de bijuterias - capa

Confira todas as dicas, primeiros passos e melhores práticas para montar a sua loja de bijuterias e obter muito sucesso

Pensar em como montar uma loja de bijuterias pode envolver muitos processos e detalhes.  Isso acontece porque o setor é bastante amplo, tanto nos diferentes campos de atuação, quanto nas ferramentas para desenvolver o negócio e nas tantas possibilidades de produtos com os quais você pode trabalhar. 

Bijuterias e joias sempre fizeram parte do dia a dia das pessoas, independentemente do gênero e da idade, e acabaram se tornando uma extensão das roupas. 

Assim, se este é um segmento com o qual você se identifica e gostaria de trabalhar, pensar em como montar uma loja de bijuterias pode ser uma alternativa interessante, uma vez que, é um negócio que não exige muito investimento e pode gerar uma boa renda. 

Durante o ano todo de 2020, apesar da pandemia, o segmento de moda e acessórios manteve uma boa atuação no mercado e foi a categoria campeã de vendas durante todos os trimestres. (Neotrust)

monta uma loja de bijuterias - interna - dados

Como montar uma loja de bijuterias Parte 1: Definições

Conheça as principais tendências

O primeiro passo ao começar um negócio é conhecer muito bem o mercado e as suas tendências! Sendo assim, pesquise muito sobre o mercado, as últimas tendências, os produtos com maior busca e as novidades que estão aparecendo na internet, na televisão e nas passarelas. 

Tendo feito essa pesquisa, será mais fácil escolher um nicho de atuação para a sua loja, bem como os produtos com os quais você irá trabalhar. 

Escolha os produtos da sua loja de bijuterias

O que você vai vender na sua loja? Como falamos antes, este setor é bastante amplo e, muitas vezes, os lojistas que trabalham com bijuterias acabam estendendo os seus negócios para a venda de acessórios no geral. 

Ao montar a sua loja de bijuterias, você pode focar apenas em alguns produtos básicos como brincos, colares, pulseiras, anéis e outros. Ou ir além e investir em outros itens desse universo, como relógios, óculos e acessórios para o cabelo, como tiaras, laços e presilhas. 

Produção própria X Revenda

Um passo importante ao montar a sua loja de bijuterias é entender se você irá apenas revender determinados itens ou trabalhar com produtos de confecção própria. 

A revenda de produtos pode até parecer mais fácil e, negociando bons preços com os seus fornecedores, é possível ter um alto lucro. Porém, você não conseguirá trabalhar com muitas peças exclusivas. 

Aliás, a exclusividade é o principal benefício de quem escolhe trabalhar com uma produção própria. No entanto, ao escolher esse modelo de negócio, é importante ter em mente todos os investimentos necessários para esse tipo de produção. 

Defina os seus fornecedores 

Com a sua operação mais definida, chegou a hora de ir atrás de fornecedores! Essa parte exige bastante atenção, pois a compra dos seus produtos pode influenciar muito nos seus preços e, consequentemente, na competitividade da sua loja.

Conheça diferentes fornecedores, negocie valores – principalmente para compras em grandes  – e entenda qual faz mais sentido para o seu negócio. 

Para saber mais, confira algumas dicas de como negociar melhor com fornecedores

Como montar uma loja de bijuterias – Parte 2: Estratégias

Faça uma pesquisa de mercado

Fazer uma boa pesquisa de mercado é primordial para qualquer negócio!

Conheça muito bem os seus concorrentes e como funciona a atuação deles. Pesquise os canais que eles utilizam, como eles divulgam os produtos, como é a experiência de compra e o preço que eles praticam. Anote os pontos fortes e fracos e defina a sua estratégia pensando em como a sua loja pode se diferenciar das demais.

Além disso, é importante que você saiba quem são os clientes que possuem interesse em comprar os seus produtos. O seu público-alvo irá traçar os seus próximos passos e direcionar as suas estratégias comerciais. 

Crie a sua imagem

Uma marca carrega toda uma identidade e, hoje, isso é extremamente importante para o público, que busca cada vez mais marcas com valores e crenças parecidos com os seus. 

Por isso, busque um nome criativo para o seu negócio, que reflita a personalidade da sua marca e que converse com o seu público. 

Além disso, você também precisará definir uma identidade visual para a sua marca. Com esse visual bem estruturado, será ainda mais fácil criar um logo e aplicar a cara da sua marca em todas as suas comunicações, criações e canais de venda

monta uma loja de bijuterias - interna

Como montar uma loja de bijuterias – Parte 3: Atuação

Profissionalize o seu negócio

Para colocar a sua loja em ação, primeiro você precisa formalizar a sua empresa! Isso é, criar um CNPJ

Além de profissionalizar o seu negócio, um CNPJ traz algumas vantagens bem legais para o profissional, como maior credibilidade, possibilidade de contratar funcionários, direito a benefícios previdenciários e mais. 

Escolha um canal de vendas

A sua loja terá um espaço físico ou será apenas online? Se ela for online, por quais canais você irá realizar as suas vendas? Redes sociais? E-commerce próprio? Marketplace? 

A escolha de um canal de vendas depende bastante do público que você quer atingir e das ferramentas que você precisará para atingir os objetivos da sua loja de bijuterias. 

Hoje, muitas lojas começam nas redes sociais, pela facilidade de compartilhamento e também pela exclusividade de ter uma página unicamente para o seu negócio. No entanto, se você quer obter resultados rápidos nas redes sociais, é necessário investir em publicidade para gerar um tráfego maior. 

Ter o seu próprio e-commerce também é uma forma bem popular de vender online e pode ser uma ótima opção pensando no longo prazo, uma vez que, em um site próprio você pode personalizar tudo da forma que quiser, dando mais destaque para sua marca. 

Porém, no e-commerce, muitos lojistas encontram a mesma dificuldade das redes sociais: gerar tráfego! Então, além de todos os custos exigidos para a montagem de um site, você também precisa gastar com publicidade. 

Para quem está começando agora, os marketplaces são uma ótima alternativa. Eles funcionam como grandes e-commerces, onde há todo tipo de produto e de público. Sendo assim, os lojistas podem aproveitar o alto tráfego desses sites para iniciar as suas vendas. 

Além disso, os marketplaces exigem um baixo custo inicial, já que você não tem custo de entrada na plataforma. Os lojistas pagam apenas uma comissão sobre os produtos vendidos. Ou seja, você só é cobrado após as vendas! 

Os lojistas que vendem na B2W Marketplace, por exemplo, contam com a visibilidade de três grandes sites: Americanas, Shoptime e Submarino! Além de terem diversos  treinamentos exclusivos e gratuitos a sua disponibilidade, para impulsionarem os seus negócios. 

Apresente bem os seus produtos

Em uma loja física, os seus consumidores têm contato direto com as bijuterias. Eles podem ver, tocar e experimentar os produtos sem nenhuma dificuldade, o que facilita bastante a decisão de compra. 

Já em uma loja online, os consumidores não têm esse contato. Por isso, a apresentação dos seus produtos se torna ainda mais importante, principalmente quando falamos de bijuterias! 

É essencial que você invista em boas imagens dos seus produtos, que mostrem muito bem as dimensões e detalhes das bijuterias. Além disso, aposte em imagens dos produtos sendo utilizados, para que os clientes tenham uma noção melhor do produto.  

A descrição dos produtos também ganha uma relevância maior. Então, tente colocar todas as informações possíveis para não gerar dúvidas nos seus consumidores. Descreva os materiais, as cores, o tamanho e tudo mais que for importante. 

Invista em anúncios

Hoje, não basta apenas disponibilizar os seus produtos online e esperar que os consumidores te encontrem. Para conquistar o seu público é fundamental dar um incentivo e destacar o seu negócio. 

Assim, independentemente do canal de venda que você escolher, o investimento em campanhas e anúncios é muito importante para fazer a sua loja ser notada pelos consumidores. Confira algumas dicas para criar anúncios de venda para os seus produtos

Faça as contas

Ao abrir uma loja de bijuterias, considere que os seus gastos vão desde os custos iniciais, para elaboração do negócio, até para a manutenção e gestão da empresa. São os seus custos fixos e variáveis. 

Os custos fixos são os gastos constantes, como aluguel ou mensalidade de uma plataforma online, contas de energia e internet, entre outros. Já os custos variáveis são aqueles que dependem diretamente das suas vendas, como gastos com produtos, embalagens e frete. 

Considerando tudo isso e os seus gastos com investimento em campanhas e anúncios, você terá o valor final de gastos da sua loja de bijuterias e conseguirá calcular melhor a sua margem de lucro

Compartilhe esse post: