Como analisar a concorrência para criar seu conteúdo para e-commerce

Compartilhe esse post:
conteúdo para e-commerce

Veja como analisar a concorrências antes de criar seu conteúdo para e-commerce! Conheça as ferramentas que fazem a diferença

Ter uma estratégia bem consolidada é o caminho certo para quem quer empreender um negócio de sucesso; e um dos primeiros passos é a análise da concorrência, também conhecida como benchmarking.

Essa pesquisa ajuda a entender o perfil dos concorrentes, dos consumidores, a se manter sempre atualizado e a traçar as melhores práticas para o próprio negócio. 

No nicho do e-commerce, não é diferente. Analisar a concorrência pode auxiliar desde a criação do seu site até a precificação, cadastro do produto e elaboração de conteúdo.

A seguir, veja os primeiros passos para fazer sua análise de concorrência e criar conteúdo relevante para a sua loja online.

Importância da análise de concorrência 

Se você já tem uma loja online e quer ter mais relevância, nada melhor do que estar atento ao que o seu concorrente faz.

Isso permite que sua loja online se mantenha à frente, possibilita ideias inovadoras e atualizadas. Até porque, os clientes buscam cada vez mais as melhores soluções e benefícios. 

A ideia dessa análise não é copiar o concorrente, mas estar atento aos interesses do seu cliente e às novidades do mercado, ganhando mais embasamento para seu negócio.

Você pode identificar uma grande oportunidade para expandir o seu e-commerce e melhorar o conteúdo apresentado nas páginas de produto, como descrições, fotos, vídeos e outros diferenciais.

Antes de começar, defina a concorrência

Antes de mais nada, é importante que você saiba exatamente quais são os seus concorrentes e entender em qual área seu negócio está inserido.

Se você ainda não sabe quais são seus concorrentes, uma busca no Google ou no marketplace de sua loja pode ajudar: procure pelos seus principais produtos, veja quais os primeiros resultados e quais empresas estão relacionadas.

Feito isso, defina pelo menos dois ou três concorrentes para começar, mas não se exclua! O principal ponto da análise de concorrência é se comparar aos concorrentes. Então, tente afastar seu olhar e ver como alguém de fora. Inclua-se nessa análise, pense fora da caixa.

Defina os critérios

Agora que você sabe quem analisar, é importante definir o que será analisado e em qual período. As análises de concorrência não são (e nem devem ser) iguais. O primeiro ponto é saber seu objetivo com a análise, o que você quer entender melhor na concorrência.

Você pode atentar-se ao preço, a logística, ao sortimento, às campanhas e datas de apostas… As possibilidades são diversas!

Aqui vamos focar na análise estratégica do conteúdo para e-commerce. Isso porque, o conteúdo faz toda diferença na hora de conseguir aumentar suas vendas.

É através do conteúdo que seu cliente é conquistado e seu produto vendido. As fotos são atrativas? O texto diz tudo que é necessário saber? Sua ficha técnica está completa? Como seu concorrente lida com conteúdo? Você está se diferenciando?

A seguir abordaremos cada ponto que deve ser considerado nessa análise, para ajudar você a responder essas perguntas. Recomendamos que você analise entre os últimos 30 e 90 dias de cada concorrente – use sempre o mesmo período para ter uma análise mais assertiva.

Saiba como analisar o conteúdo para e-commerce dos seus concorrentes

Quando se tem um negócio de venda online, seja em uma loja própria ou no marketplace, definir uma estratégia de conteúdo é essencial. Mas para isso é preciso saber exatamente onde procurar. 

Com os concorrentes definidos, chegou a hora de analisar criteriosamente o tipo de conteúdo que é utilizado – por eles e por você. Dos vídeos, descrição, imagens a outros elementos aplicados por nas páginas.

Entenda como analisar cada um deles:

Imagem

Como são as produções de fotos dos produtos? Ele faz mais fotos still ou também produz as fotos ambientadas? Verifique os ângulos fotos, a qualidade e os detalhes explorados.

O mais importante é observar quais tipos de imagens são feitas e se estão sendo bem-aceitas pelo público. Então, confira também os comentários dos clientes sobre esses produtos.

Se você conferir comentários na página do produto, que vão na linha do “é diferente do que imaginava” ou “esperava outra coisa”, seja sobre cores, tamanho, ou outras características você ou seu concorrente têm um problema.

O oposto também deve ser analisado: a satisfação. Quais produtos foram melhores avaliados? Em quais fatores? Quais as características desses anúncios?

Descrição do produto

Pode até não parecer, mas a descrição do produto é um dos conteúdos mais importantes para se observar de uma loja concorrente.

A marca faz textos apenas com informações essenciais ou também auxilia o cliente na escolha? Tenha em mente que o texto não deve ser apenas explicativo, mas fazer o consumidor se sentir em contato com o que sua loja oferece.

Conteúdos especiais

Seu concorrente aposta em páginas cheias de fotos e explicações sobre os produtos (páginas especiais), hotsites ou até mesmo vídeos dos produtos? Esse tipo de conteúdo para e-commerce pode fazer toda a diferença na sua estratégia.

Muito mais atraentes, ajudam a demonstrar o produto com fidelidade e auxiliam na decisão de compra. Um vídeo ou uma página especial pode ser o fator decisivo para o consumidor escolher o seu produto e não o do seu concorrente. Já os hotsites podem auxiliar na explicação de um lançamento, de um novo produto no mercado ou de toda uma linha.

Esse conteúdo mais dinâmico é uma tendência forte no e-commerce, que pode trazer o destaque que sua loja online precisa.

Tirando conclusões e identificando oportunidades

O último, e talvez mais importante, passo da análise é tirar suas conclusões a respeito de cada critério e identificar oportunidades (insights) para atuar.

Critério a critério analisado, pontue tudo que você percebeu sobre seu próprio negócio e cada concorrente. Identifique os pontos fortes de cada um, possibilidades que podem ser exploradas, algo que já foi feito e deu certo, ou aquilo que deu muito errado.

Com base nessas considerações, comece a traçar ideias e planos de ação para colocar em prática.

conteúdo para e-commerce

Conheça 3 ferramentas ideais para a análise de conteúdo 

Mas na prática, como analisar tudo isso? Existem algumas ferramentas que podem ajudar você a obter insights interessantes de forma mais automática e assertiva.

Abaixo, apresentamos três delas, confira! 

1. SEMrush

Uma opção paga e muito eficiente para realizar o monitoramento do conteúdo do concorrente. Essa ferramenta traz relatórios completos de palavras-chave e volume de tráfego de qualquer pesquisa feita. 

Inclusive é possível saber quais são as principais marcas relacionadas ao seu mercado, como elas utilizam os buscadores e como o Google as posiciona. 

2. Ubersuggest

Muito parecido com o SEMrush, o Ubersuggest possui algumas das funcionalidades de pesquisa gratuitas. Com ele também é possível verificar o volume de tráfego orgânico que o seu concorrente recebe e todas as palavras-chave que ele ranqueia. 

Assim, você pode ter uma ideia mais clara de qual tipo de conteúdo fazer para melhorar a posição da loja nos resultados de pesquisa. 

3. SimilarWeb

Quer saber o que o seu possível cliente pesquisa na loja da concorrência? O SimilarWeb é a ferramenta certa. Com apenas a URL, você consegue fazer uma análise quase completa do site do seu concorrente, incluindo as origens do tráfego que ele recebe.

Uma ótima opção para você saber quais são os produtos mais pesquisados pelos consumidores e que você também pode oferecer. Parte dos dados podem ser analisados de forma gratuita e outros, na versão completa da ferramenta.

Agora é só colocar as mãos na massa e fazer sua análise de concorrência. Assim, fica muito mais fácil saber como fazer o melhor conteúdo para anunciar seu produto, ou até mesmo lançar sua loja virtual.

Além disso, esses passos possibilitam que você identifique melhor seu consumidor, para encantá-lo na experiência de compra.

Mantenha-se sempre atento ao que a concorrência aplica no negócio e, principalmente, encontre formas de se destacar. O resultado é ter em mãos as principais práticas do mercado, com maior mais facilidade para criar os seus diferenciais. O conteúdo é o segredo!

Leia também:

Qual a importância de UX e UI no e-commerce?

Qual a importância do cadastro do produto?

Branding e marketplace: como aproximar sua marca dos consumidores

Compartilhe esse post: