Aprenda a calcular seu fluxo de caixa e mantenha a saúde financeira do seu negócio

Compartilhe esse post:
fluxo de caixa

Você provavelmente já ouviu falar em fluxo de caixa e talvez até realize algum tipo de controle em relação ao dinheiro que entra e sai com suas compras e vendas de mercadoria. Mas você sabe a importância e as técnicas por trás de uma boa elaboração de fluxo de caixa?

O principal objetivo desse fluxo é servir como um controle do saldo que você terá disponível. Com isso, garantir que sempre exista um capital de giro para necessidades de curto prazo e também para planejar o futuro, incluindo eventuais investimentos na empresa e em novos projetos.

Pensando nisso, construímos um Gerenciador de Fluxo de Caixa para apoiá-lo no controle financeiro de sua empresa, garantindo uma visão clara da situação e o futuro do seu CNPJ, para que assim você possa identificar rapidamente os problemas, oportunidades, e então tomar as melhores decisões para seu negócio.

O nosso Gerenciador de Fluxo de Caixa irá ajudá-lo a ter sempre registrado os seus valores de recebimento e de pagamento, ou seja, todas as entradas e saídas de caixa, além dos valores de receita ou gastos previstos futuramente.

Quando todas essas informações estiverem descritas de forma clara em sua planilha de controle, você terá uma ampla visão do seu caixa presente e futuro. Essa percepção te ajudará a tomar determinadas decisões de forma mais assertiva para sua empresa., Você poderá, por exemplo: planejar investimento futuro com uma reserva de saldo; ter maior embasamento na negociação para o pagamento de fornecedores; saber como e quando solicitar empréstimo para cobrir gastos futuros, entre outros.

fluxo de caixa - interna

Passos para a elaboração do seu fluxo de caixa:

  1. Coloque em uma planilha todos os valores que sua empresa tem conhecimento que terá que pagar ou terá a receber no futuro, além de todas as transações que já foram feitas agora ou em algum outro momento passado.  
  2. Faça a previsão de seus gastos com custos fixos e variáveis, como contas de energia, impostos a serem pagos, comissão de vendas etc. Vale tentar observar se existe alguma sazonalidade nestes gastos para que a estimativa fique mais certa.
  3. Faça a previsão de suas vendas tendo como base a média histórica. Aqui, novamente, vale observar a sazonalidade para melhor apurar seus recebimentos futuros.

Exemplo:

Com esse controle pronto, você  terá uma visualização diária, semanal ou mensal do seu saldo e, assim, conseguirá se antecipar em relação a resultados indesejados e decisões de investimento.

Faça agora o download do Gerenciador de Fluxo de Caixa que preparamos para você. E conte com o Crédito Seller sempre que precisar!

Preencha o formulário e acesse a calculadora de fluxo de caixa 





Leia também:

11 dicas para gerenciar as vendas e fluxo de caixa de seu negócio

Como conseguir linhas de crédito para investir em uma loja pequena?

O que é o Crédito Seller e como o parceiro pode utilizá-lo?

Compartilhe esse post: