Estratégia de vendas nos marketplaces: o guia completo para criar kits de produtos e vender muito

Compartilhe esse post:
kits de produtos

Veja como criar kits de produtos e aumentar seu faturamento nos marketplaces

Está com o estoque parado ou a oferta no marketplace está atraindo poucos clientes? Que tal criar kits de produtos com estes itens? Muitas vezes criar um combo de produtos pode atrair mais clientes porque o custo-benefício da compra e frete acaba aumentando.

Criar um kit de produtos pode ser uma excelente estratégia de vendas para sua loja e gerar muitas oportunidades de negócio. Você só precisa entender bem como criar ofertas que realmente façam sentido pela compatibilidade entre os produtos e menor custo para o cliente.

Por que os kits podem ajudar no seu faturamento?

Quando você monta kits de produtos, isso ajuda a diminuir seus custos com o frete. O cliente percebe que pode comprar mais por menos. E como seu custo total também pode diminuir, você vende e fatura mais. 

Aqui está um exemplo de como isso funciona na prática para a compra de fraldas: 

Na simulação o cliente economiza R$11,04 ao pedir 6 pacotes de fraldas de uma vez ao invés de fazer cada pedido separadamente.

Veja esta outra simulação para a compra de um mesmo modelo de cadeiras:

Na simulação, o cliente economiza R$164 ao pedir 4 cadeiras de uma só vez ao invés de fazer cada pedido separadamente.

Como escolher produtos para montar um kit?

Um dos principais pontos ao considerar montar um kit é entender se ele faz sentido na compra pelo cliente e se esse tipo de item costuma ser demandado em grande quantidade. Além disso, vale olhar para fatores como:

  • Ticket-médio baixo – quando o produto possui muita demanda, mas um ticket-médio baixo, o custo de frete pode acabar sendo pouco atraente para alguns consumidores de regiões mais afastadas em relação ao local onde fica seu estoque. Por isso, criar kits para eles pode aumentar a relevância do item para estes clientes que moram mais longe e que poderão pagar um frete único para receber vários produtos.
  • Queima de estoque – olhar para itens que estão parados em seu estoque ou coleções antigas pode te ajudar na criação de kits para estes produtos. Com um preço mais competitivo, isso pode aumentar a relevância da oferta para os clientes e incentivar mais pedidos.
  • Produtos compatíveis – um kit precisa ser um agrupamento de produtos que tenham harmonia entre si. Você pode vender muitas unidades de um mesmo item, se isso fizer sentido, ou ainda, combinar itens complementares para formar um kit. Um exemplo seria juntar um shampoo, condicionador e uma máscara de hidratação e criar uma oferta única. 

Kits na nota fiscal

Se você comprou kits de produtos já prontos do fornecedor e eles estão descritos desta forma na nota fiscal de entrada, ao vender estes itens é possível manter a mesma nomenclatura.

Por outro lado, se você comprou itens avulsos e criou um kit com eles, na emissão da nota será preciso apresentar todos os produtos que compõem o kit separadamente, já que eles aparecem assim em sua nota fiscal de entrada.

Vale lembrar que no cadastro do produto, na área descritiva, também é importante deixar claro o que cliente irá receber, ou seja, quais são os itens que estão no kit e em quantas unidades de cada um.

Leia também:

Como escolher produtos para patrocinar nos marketplaces

Como saber se a precificação de meus produtos está correta?

9 desafios de vendas que todo varejista precisa superar

Compartilhe esse post: