Como escolher uma plataforma de vendas para seu negócio?

Compartilhe esse post:
plataforma de vendas

Está começando a vender na internet ou deseja expandir o seu negócio? Veja como escolher a melhor plataforma de vendas para você

Logo quando iniciamos um negócio próprio, precisamos tomar muitas decisões importantes que podem influenciar diretamente em toda a estrutura da empresa, de forma positiva ou negativa, como: 

  • O que vou vender? 
  • Qual público quero atingir? 
  • Quais são os diferenciais que ofereço aos clientes? 
  • Devo vender em lojas físicas e online? 
  • Qual é a melhor plataforma de vendas?

Enfim, às vezes, a lista é um pouco extensa. Contudo, trouxemos algumas dicas para te ajudar a definir onde começar, caso pense em vender pela internet.

O varejo online é um mercado em expansão, ou seja, cada vez mais as pessoas preferem comprar pela tela do computador ou celular, ao invés de sair de casa e ir até uma loja. Essa mudança de comportamento dos clientes permite que seja possível abrir o próprio negócio com pouco custo e, em alguns casos, sem investimento inicial.

Qual é a melhor plataforma de vendas online?

Não existe uma resposta definitiva, depende muito do público que você pretende abordar e dos produtos que vende. Entretanto há algumas opções que se encaixam bem no perfil da maioria dos vendedores digitais. Além disso, com os avanços tecnológicos não param de surgir ferramentas e soluções que facilitam a compra e venda online. Conheça e compare algumas delas.

E-commerce Próprio

O e-commerce próprio, provavelmente, é a forma mais popular e utilizada para quem vende na internet, e realmente é uma boa opção se você deseja aumentar seus lucros pensando no longo prazo e dar mais destaque para sua marca, pois o site é seu, sendo assim apenas seus produtos são divulgados e você pode personalizar praticamente tudo: aparência, cores, textos de anúncio, entre outros.

Entretanto, uma das maiores dificuldades de quem tem um e-commerce próprio é gerar tráfego e autoridade, ou seja, chamar a atenção do público, fazendo ele visitar sua loja online. Para isso é necessário conseguir boas posições nos buscadores, como o Google, e é aí que surge a dificuldade, pois há milhares de outras lojas querendo aparecer no mesmo espaço.

Claro que existem formas de destacar o seu negócio, seja pagando por anúncios ou utilizando técnicas que melhoram o seu site e fazem com que os próprios buscadores da internet elevem a sua posição, essas técnicas são chamadas de SEO. Se você ainda não sabe como funciona, explicamos tudo nesse texto: 5 técnicas de SEO para e-commerce.

Em resumo, possuir um e-commerce próprio é importante para um negócio online que já está estruturado, mas para quem pretende começar, talvez não seja a melhor opção, porque além das dificuldades citadas acima, ainda é preciso construir o site que pode exigir contratação de profissionais especializados (desenvolvedores), investir em um sistema de segurança para evitar fraudes de pagamento ou invasão do site, marketing e ainda gerenciar todas as operações de venda.

Sites específicos de nicho

Os sites específicos de nicho são aqueles onde pessoas vendem apenas produtos específicos para um público bem segmentado. Esses sites normalmente possuem menos visitantes, mas as conversões costumam ser boas, porque a grande maioria do público que acessa procura exatamente aquele produto.

Para ficar mais fácil de entender, a Americanas, por exemplo, é um site que vende praticamente de tudo, então lá é encontrado diversos tipos de públicos, enquanto há sites focados, por exemplo, na venda de automóveis e motos, ou ainda na venda e aluguel de imóveis. Ficou claro?

Normalmente esses sites de nichos são recomendados para quem vende um produto ou oferece um serviço muito restrito, e/ou que precisa de licenças especiais.

Redes sociais (Instagram/ Facebook/ Whatsapp)

Boa parte das pessoas que começam a vender online escolhem as redes sociais. Isso porque é fácil criar uma página exclusiva da sua loja e espalhar para familiares, amigos e conhecidos, além de postar fotos, vídeos utilizando o produto e inserir o anúncio da forma que quiser.

Entretanto, nas redes sociais também é difícil gerar tráfego qualificado e engajar o público de forma orgânica. Isso significa que se você quer ter resultados rápidos vai precisar gastar dinheiro com publicidade nos posts e, ainda sim, talvez encontre dificuldade em fazer seu público comprar seus produtos.

Outro problema de vender pelas redes sociais é conseguir oferecer formas de pagamento práticas, seguras e de baixo custo para você e para o cliente.

O ideal é sua loja possuir páginas nas redes sociais, como Facebook, Instagram e Whatsapp para interagir com o seu público, tirando dúvidas, ouvindo sugestões e oferecendo conteúdo relacionado aos seus produtos ou mercado. Em resumo, as redes sociais são ótimas para criar um relacionamento com novos clientes e fidelizar aqueles que já compram com você.

Marketplace

Essa sem dúvida é uma das melhores opções para quem está procurando uma plataforma de vendas para seu negócio online. Primeiro porque os marketplaces são grandes e-commerces, como Americanas, Submarino e Shoptime que disponibilizam os seus sites para que parceiros vendam lá dentro.

O marketplace é como um shopping virtual, onde há todo tipo de público, logo há procura pelos mais variados produtos.

Sendo assim, novos vendedores podem aproveitar o tráfego gerado por essas plataformas e já iniciar suas vendas alcançando um grande número de potenciais consumidores.

Uma outra grande vantagem de quem se torna parceiro do marketplace é o baixo custo inicial. Você não precisa investir em construção de site, nem em serviços de segurança ou pagamentos. Seu único custo é a comissão em cima de cada venda concretizada. Isso significa que você só será cobrado após realizar uma venda.

Para completar, alguns marketplaces, como o B2W Marketplace ainda oferecem treinamentos exclusivos e gratuitos, além de dicas que ensinam o passo a passo de como vender na plataforma, desde o cadastro da sua loja, até estratégias avançadas de gestão do negócio.

É uma plataforma de vendas completa, porque ajuda quem quer começar e também aqueles que buscam expandir as vendas em outros canais.

Ficou alguma dúvida? Pronto para começar?

Leia também:

Plataforma, seller e cliente: como funciona um marketplace na prática

Lojas pequenas: como começar a vender na internet?

O que é e como vender no B2W Marketplace?

Compartilhe esse post: