Cuidados ao receber produtos de seu fornecedor em tempos de coronavírus

Compartilhe esse post:

Veja como receber produtos e manter o estoque em dia sem abrir mão da prevenção.

Tempos de pandemia exigem cuidados redobrados em relação aos objetos que tocamos e trazemos para dentro de casa, loja ou estoque. As medidas de prevenção se tornam ainda mais importantes para quem precisa receber produtos de fornecedores: além de ser bem provável que os itens passem por muitas mãos até chegar nas suas, a interação envolve contato próximo com o entregador e eventuais assinaturas de comprovantes de recebimento, por exemplo.

Listamos a seguir alguns pontos de atenção para você manter seu estoque abastecido e receber produtos com toda a segurança.

Só o básico

Na hora de escolher o que vestir, opte pelo essencial. Acessórios como chapéus, bonés, anéis, pulseiras e relógios também se tornam pontos de contaminação e podem carregar o vírus, que sobrevive em objetos feitos de determinados materiais por até três dias.  

Monte (e use!) o “kit prevenção” 

Hoje em dia, é indispensável ter em casa luvas e máscaras de proteção, tanto para sair, quanto para receber entregas no portão. As máscaras podem ser descartáveis ou feitas de tecido, mas recomenda-se que as luvas sejam jogadas fora após cada uso. Lembre-se que elas não substituem nem são mais eficazes do que a higienização correta das mãos, certo? 

O álcool gel é outro reforço muito bem-vindo! Vale deixar um recipiente próximo da entrada da sua casa ou loja. Posicionado em um lugar estratégico como esse, fica mais fácil aplicar e se prevenir toda vez que você voltar da rua.

De frente com o entregador

Por mais que você conheça o entregador de longa data, não dá para facilitar: por enquanto, o distanciamento é inegociável. Isso porque, antes de chegar na sua casa, ele pode ter passado por outros pontos de entrega, entrando em contato com outras pessoas e se tornando um “meio de transporte” do coronavírus. 

Mantenham distância de, pelo menos, 1,5m (ou um passo largo), evitem cumprimentos como apertos de mão e abraços e sejam breves. A interação não deve se estender além do tempo necessário para receber produtos. 

Se os itens entregues não forem muito grandes ou pesados, receba-os na porta e encarregue-se de levá-los para dentro sozinho para que o entregador não precise entrar. Assim, você diminui bastante as chances de contaminação. 

Caso não tenha jeito e você precise da ajuda dele, deixe um pano de chão embebido com solução de água e sabão ou água sanitária na frente da porta e solicite que ele limpe bem os pés antes de entrar. 

Buscando reduzir o toque em objetos, alguns fornecedores e transportadoras têm flexibilizado a necessidade de assinar comprovantes de recebimento, muitas vezes fazendo isso virtualmente. Não custa se prevenir:  leve no bolso a sua própria caneta; a do entregador pode ter sido manuseada por muitos outros destinatários antes de você.  

Cuidados pós-recebimento 

Não importa o item, tampouco a quantidade ou suas dimensões. Todas as embalagens recebidas devem ser limpas e desinfetadas antes do armazenamento. 

Lembre-se que a Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que o risco de contágio através de pacotes é baixo, mas existe. É por isso que é tão importante higienizar as embalagens recebidas assim que elas entrarem em casa: um estudo publicado pela revista científica “New England Journal of Medicine” afirma que o vírus pode sobreviver por até três dias em superfícies como plástico e aço inoxidável. No papelão, ele permanece vivo de oito a vinte e quatro horas.

As embalagens recebidas devem ser jogadas fora, mas, se precisar armazenar, devem ser lavadas com água e sabão ou higienizadas com álcool 70%. Outra opção é preparar uma solução caseira, contando duas colheres de água sanitária para cada litro de água da torneira. Se alguma dessas substâncias for capaz de danificar o pacote ou o item, deixe-o em isolamento por um a três dias, de acordo com o material, e não esqueça de sempre lavar as mãos após seu manuseio.  

Quer ficar ainda mais tranquilo? Limpe bem a bancada ou a superfície utilizada para higienizar os produtos com desinfetantes de uso geral, limpadores multiuso com cloro ou álcool ou álcool de limpeza, e lembre-se de lavar as mãos com água e sabão por, no mínimo, vinte segundos, esfregando do punho às pontas dos dedos. Preste muita atenção para não tocar seu rosto, nem outras pessoas antes disso. 

Repita o processo de higienização acima em maçanetas, campainhas, botões de interfone, corrimões e quaisquer outros objetos ou utensílios tocados por você ou pelo entregador. Nesse momento, todo cuidado conta!

O momento pede cautela e atenção reforçada para diminuir os riscos de contágio e ajudar a desacelerar a propagação do coronavírus. Adote medidas de distanciamento e higiene mais rigorosas e cuide-se bem.

Leia também:

5 dicas para manter a saúde mental após um dia de home office

Trabalhando de casa? Veja 4 coisas que você pode fazer para melhorar vendas no varejo

EPIs e produtos para proteger seus colaboradores contra o coronavírus

Compartilhe esse post: