Kit de sobrevivência para pais que fazem trabalho remoto

Compartilhe esse post:
trabalho remoto

Para quem é pai ou mãe, o trabalho remoto traz ainda mais desafios. Veja como se organizar para conciliar todos os seus afazeres!

Conciliar o trabalho com a vida pessoal é um dos principais desafios que enfrentamos no dia a dia, especialmente para aquelas pessoas que realizam trabalho remoto, ou seja, desenvolvem suas tarefas em casa. Tudo fica ainda mais difícil quando se tem filho(s) e falta de organização, porque as tarefas de casa e trabalho acabam se misturando, uma vez que ambos compartilham o mesmo ambiente.

Entretanto, como mostramos no texto 5 dicas de como trabalhar home office e se manter produtivo, é totalmente possível separar as duas coisas e aproveitar ao máximo a carreira profissional e o prazer de estar com a família.

Por isso, trouxemos um kit de sobrevivência para os pais que fazem trabalho remoto.

Concentre-se em concluir as tarefas, não na carga horária

Muitas vezes quando estamos no escritório nós baseamos a quantidade de trabalho realizado com as horas que ficamos lá, mas no trabalho remoto é diferente.

Qual é a chance de realizar duas horas de trabalho ininterrupto e altamente focado enquanto seu filho brinca na mesma sala ou assiste TV? Talvez, quase nenhuma.

Sendo assim, é mais eficaz anotar uma lista com quantas tarefas pretende concluir no dia, ao invés de quantas horas deseja trabalhar.

Como seu foco pode ser comprometido, concentre-se ao máximo nos serviços durante o tempo que conseguir.

Nessas situações, aplicativos de gerenciamento são ótimos para ajudar. Separamos alguns deles, leia 6 ferramentas para te ajudar a trabalhar remotamente.

Quando a tarefa é mais complexa e demorada, divida ela em pequenas partes definindo curtas pausas entre essas pequenas partes. Por exemplo, experimente trabalhar 30 minutos seguidos com total atenção e depois fazer uma pausa de 10 para falar ou brincar com seu filho.

Essa ideia pode te ajudar a produzir mais e como seus filhos estão recebendo atenção regular, é menos provável que eles interrompam durante o período de 30 minutos.

Insira seu filho em tudo que puder

Se você não tem o costume de trabalhar em casa e começou recentemente, talvez seu filho ache estranho no começo, porque apesar de te ver o tempo todo, ele não tem toda a sua atenção e muitas vezes não entende o motivo.

Para enfrentar esse desafio, experimente incluir as crianças nas atividades domésticas. Às vezes, essa “ajuda” deles pode atrasar um pouco a conclusão das atividades domésticas, mas vocês ganham mais tempo juntos.

Além disso, indiretamente você ensina as crianças a terem mais senso de responsabilidade, organização e cuidado com o lar.

Planeje as refeições e as horas de dormir

Em um dia, você pode planejar as refeições de toda a semana, assim tornar as compras mais simples e preparar a comida com antecedência. Além disso, é essencial que toda a família se alimente junta e socialize (assim como acontece nos ambientes de trabalho comuns e nas escolas).

Muitas pessoas, crianças e adultos, costumam dormir um pouco após o almoço. Nesse momento você tem duas opções: pode aderir a essa ideia e dormir um pouco com os pequenos para relaxar ou simplesmente aproveitar esse tempo que eles dormem para produzir ainda mais.

Outro ponto que merece cuidado: mesmo que crianças e adultos tenham relógios biológicos diferentes, ou seja, alguns durmam mais e outros menos, busque aproximar os ciclos de sono entre vocês. Isso garante que as pessoas da casa acordem e durmam em horários aproximados e evita que um comprometa o sono do outro com barulhos de talheres ou gavetas na cozinha, sons de telefone, músicas no rádio etc.

Mantenha as crianças ocupadas

Mesmo seguindo todas as dicas anteriores, seus filhos ainda vão ter muito tempo livre, então encontre brincadeiras ou atividades que eles possam fazer sozinhos e não sintam sua falta.

Aparelhos eletrônicos, como celulares e videogames realmente são as saídas mais eficazes, mas em excesso podem se tornar prejudiciais para as crianças.

Se você tem uma área externa em casa, incentive eles a brincarem lá fora para evitar o sedentarismo. Contudo, se você não tem essa opção, uma alternativa é utilizar vídeos de música com exercícios ou jogos de dança.

Outras opções incluem oferecer livros, brinquedos e cursos lúdicos, ou seja, que ensinam a partir do entretenimento e permitem que o aluno (jogador) passe de fase, como o Duolingo faz.

Esperamos que esse kit de sobrevivência para facilitar o dia a dia em casa e o trabalho remoto possam ser úteis. Que tal testá-lo agora mesmo? Aproveite!

Leia também:

6 ferramentas para te ajudar a trabalhar remotamente

4 Ted Talks que todo empreendedor pode ver gratuitamente

5 dicas de como trabalhar home office e se manter produtivo

Compartilhe esse post: