O que é tabela de contingência de frete?

Compartilhe esse post:
tabela de contingência

Veja como a tabela de contingência pode ajudar a garantir o cálculo de frete e venda de seus produtos

A tabela de contingência de frete é usada em diferentes canais de marketplace, mas você sabe do que se trata?

Quando um cliente faz a simulação de entrega de um produto para seu endereço, o site onde ele pesquisou faz uma pesquisa rápida em um banco de informações. Ali estão dados com valores e prazos de frete, baseados nas dimensões do item pesquisado e regiões de envio. Assim, o consumidor pode digitar seu CEP e receber uma previsão de preço e tempo de entrega de forma quase instantânea.

Mas, você já imaginou o que poderia acontecer se o sistema falhasse e apresentasse um erro na hora de calcular o frete para o cliente? Provavelmente muita gente desistiria da compra, já que não teria como estimar os custos adicionais com a compra do produto.

É para isso que serve a tabela de contingência de frete. Essa tabela é cadastrada de forma adicional pelo lojista parceiro para garantir o fluxo de vendas e a melhor experiência para o cliente final. Se o sistema padrão apresentar alguma falha ou lentidão, o cálculo será feito com base nas informações cadastradas na tabela de contingência.

Além disso, a tabela de contingência também é acionada sempre que sua estratégia principal de frete apresentar algum tipo de restrição, como por exceder limites de peso ou medidas para os pedidos.

Estas são algumas vantagens de utilizar uma tabela de contingência de frete:

  • Gerar uma boa experiência de navegação e compra para o cliente final;
  • Garantir uma informação essencial para o cliente fechar a compra;
  • Evitar perda de vendas e faturamento;

Um ponto importante para garantir tudo isso é que a tabela não só seja disponibilizada, mas esteja preenchida corretamente e atualizada para evitar custos adicionais de frete para o cliente ou para sua loja. 

Quais informações devem estar na tabela de contingência de frete?

A tabela deve ser preenchida manualmente, por linha, com todas as regiões que você atende. As informações essenciais são: CEP, peso, preço de frete e a estimativa de tempo para a entrega. A seguir explicamos melhor cada uma destas informações:

Região: esta não é uma informação obrigatória, mas pode ajudar a ordenar as próximas informações. O sistema irá se orientar pelo frete, mas este dado pode ser importante para ajudar na sua própria organização. 

CEP: a informação de CEP irá ajudar o sistema a entender a região de envio do item.

  • CEP Inicial – aqui deve estar o primeiro CEP da região atendida; 
  • CEP Final – aqui deve estar o último CEP da região atendida. 

Peso: aqui deverá ser informada a faixa de peso de produtos. Vale lembrar que para entrega via Correios, o peso limite é de 30kg. 

  • Peso Mínimo – aqui deve estar o peso mínimo do produto que terá a faixa de preço informada; 
  • Peso Máximo – aqui deve estar o peso máximo do produto que terá a faixa de preço informada.

Preço Frete: aqui deve estar o preço do frete, em reais.

Quantidade de Dias: aqui deve estar o tempo estimado para a entrega, sempre lembrando de colocar as informações em dias úteis. 

Após o preenchimento, é preciso cadastrar a tabela no sistema do marketplace e aproveitar as vendas.

Leia também:

Envio de pedidos: como funciona a entrega no B2W Marketplace?

9 vantagens em aderir ao B2W Entrega

Ajustando sua operação na Black Friday para vender e entregar bem

Compartilhe esse post: