5 motivos para quem já tem uma loja física começar a vender online

Compartilhe esse post:
começar a vender online

O e-commerce no Brasil, mais do que uma realidade, é um segmento já consolidado no varejo. De acordo com o Ebit, a previsão de crescimento para o setor é de 15% para este ano. Mesmo com um cenário promissor, muitos varejistas do mundo físico ainda se sentem inseguros de começar a vender online. 

Os motivos são muitos: investimento, adaptação a um ambiente totalmente novo, uma possível concorrência com a própria loja física… Mas o que muitos não sabem é que esses medos já não fazem mais sentido na realidade de hoje. Depois de 20 anos, o comércio eletrônico evoluiu a ponto de fazer on e offline existirem ao mesmo tempo de forma saudável e rentável para as duas frentes. 

São incontáveis os benefícios que começar a vender online pode trazer para o seu negócio. E isso vai além de rentabilidade. Presença de mercado, visibilidade, alcance, segmentação e experiência… 

A seguir, listamos cinco motivos para você adotar o e-commerce na sua estratégia de negócio:

1. Sua loja 24 por 7

Ao contrário das lojas físicas, que têm hora para abrir e fechar e que estão sujeitas a feriados, sua loja online estará aberta para o público 24 horas por dia, sete dias por semana. Sempre! E esse é um dos grandes atrativos do mercado online para o público.

Quer comprar de madrugada? Pode! Aos domingos, ou feriados? Também! E assim, o cliente consegue aproveitar aquilo que, hoje, é um bem precioso: o tempo. Comprar pela internet, enquanto faz um trajeto no transporte público ou espera por uma consulta médica, não é mais só uma questão de comodidade. Para muitas pessoas, esse é o único momento que elas têm.

Logo, se você for uma opção acessível a qualquer hora, maiores são as chances de ser lembrado pela sua clientela. Assim, como a de conquistar novos consumidores para o seu negócio. O que não falta na internet é alguém buscando quem atenda suas demandas, desejos e necessidades.  

2. A chance de estar onde o consumidor está

Começar a vender online te traz uma grande vantagem competitiva: a possibilidade de estar onde o seu cliente está – sem necessariamente estar lá, é claro! No e-commerce, o seu mercado de atuação aumenta exponencialmente. Se antes você atendia o seu bairro, a sua cidade ou, chutando alto, a sua região, agora você pode atender o país todo. 

E por mais que essa mudança envolva toda uma logística, esta é a chance de ampliar a sua atuação e presença no mercado; de alcançar pessoas que jamais imaginou. 

E para além da extensão geográfica, é preciso estar presente no ambiente e no mundo em que seu cliente está. Hoje, as pessoas se relacionam online, conversam, estudam, fazem transações financeiras… Tudo pela internet. Na hora de comprar, não seria diferente. E se o seu consumidor não te encontrar online, esteja certo que encontrará outras opções. 

3. No online, a segmentação de público é certeira

Ao contrário do varejo físico, em que as estratégias de marketing são para o público de massa, como anúncios em tv, rádio, impresso etc, no online, você consegue atingir exatamente quem te interessa – e, consequentemente, quem está interessado em você. 

Uma análise detalhada da sua audiência te permite identificá-la e atingi-la da forma correta, com uma abordagem relevante, através de estratégias do chamado marketing digital. Em outras palavras, ele é a ponte entre quem quer vender e quem quer consumir – independentemente da distância ou limitações físicas. 

Trabalhar na segmentação evita investimentos em campanhas genéricas e em usuários que não estão interessados no seu produto. Assim, você pode impactar o cliente da forma correta, através das redes sociais, banners em sites, e-mail marketing, campanhas de Ads etc. 

4. Ofereça uma experiência completa

Como já falamos, administrar o tempo, hoje, é um dos maiores desafios das pessoas. E poder comprar online é uma facilidade e tanto, uma vez que você não precisa se deslocar, enfrentar trânsito… 

Mas comprar online esbarra em dois fatores: tempo para a entrega e o cliente precisa ter um lugar para onde destinar o produto. Ou não… Hoje, você que tem uma loja física e começa a vender no online tem a chance de oferecer uma experiência integrada e muito mais completa ao seu cliente. 

Isso porque você pode fazer da sua própria loja um ponto de retirada para os seus produtos. Com isso, além de comodidade para o cliente, você também pode oferecer até prazos menores, caso tenha o produto em estoque naquele ponto selecionado. 

E você pode ir além: se tornar um local de retirada para parceiros. Assim, você atrai para a sua loja física pessoas que, até então, não eram seus clientes. É a chance de aumentar as suas vendas fazendo o mínimo esforço.  

5. Começar a vender online não precisa ser caro

Muitas pessoas têm receio de investir no e-commerce pelo custo de uma operação, que somado aos da loja física, muitas vezes, não cabem no orçamento. Mas vender online não precisa ser caro, definitivamente!

Hoje, o marketplace é uma ótima opção tanto para quem está começando no e-commerce, quanto para marcas já consolidadas. E o modelo de negócios é simples: você se associa a um marketplace, como o da B2W, e pode usar toda infraestrutura desse parceiro para atuar na internet. E você paga apenas uma taxa sobre cada venda realizada para o parceiro. 

Dentre os benefícios de estar em um marketplace estão a presença de mercado e a experiência que este parceiro já tem, assim como o alcance de sua marca e a confiança que o público deposita nele. Aqui, você não vai precisar trabalhar anos para conquistar estes fatores, apenas manter uma qualidade de atendimento ao cliente de alto-nível. 

Motivos não faltam para você levar o seu negócio para o online. Esses cincos foram só os que a gente achou mais relevantes. E o B2W Marketplace está aqui para te ajudar a fazer este movimento no seu negócio. Visite nosso site e saiba tudo que a gente pode fazer por você!

Leia também:

Como usar o B2W Marketplace para vender produtos de sua loja física?

Passo a passo para cadastrar sua loja física no B2W Marketplace

9 pontos essenciais em seu planejamento de vendas

Compartilhe esse post: