Como escolher um marketplace para vender peças automotivas?

Compartilhe esse post:
vender peças automotivas

Vender peças automotivas em um marketplace é um passo estratégico para aumentar a visibilidade de seus produtos, conquistar um alto número de clientes e com custos menores que os de uma loja física ou e-commerce, o que ajuda a equilibrar seu faturamento.

Mas nessa escolha do marketplace, é importante analisar quais canais trabalhar na venda de seus produtos, levando em conta o que eles oferecem de diferenciais para você, como parceiro, e para os clientes comprarem nele. 

Por isso, separamos alguns pontos que você deve considerar ao escolher um marketplace para vender peças automotivas. Confira:

1 – Ferramentas do setor com foco no cliente

Um grande diferencial que o marketplace pode oferecer para você vender peças automotivas ali é ter ferramentas com foco no seu segmento e que ajudem os consumidores.

O B2W Marketplace, por exemplo, tem a “Garagem”, na Americanas.com, onde o cliente pode cadastrar informações de seu automóvel, como marca, ano e modelo. 

As informações ficam salvas no sistema, vinculadas ao cadastro do cliente dentro do site. Com isso, sempre que ele estiver logado, o site irá exibir uma notificação nos produtos – autopeças ou acessórios – indicando sempre que forem compatíveis com seu carro. 

Além disso, a pessoa que utiliza a Garagem poderá ver, dentro da página do produto, uma opção para escolher outro veículo para ver se a peça se encaixa a ele. 

A base de clientes de automotivo, pode ainda ser impactada por ações de e-mail  marketing focados na categoria.

Esses são exemplos de soluções que facilitam a compra pelo cliente e incentivam mais vendas de seus produtos.

2 – Auxílio para vendas e crescimento

Outro ponto importante é saber o que o canal oferece para você, lojista, como diferencial. 

Além da plataforma de vendas, alguns canais podem oferecer soluções pensando em seu desenvolvimento e crescimento, além de ferramentas auxiliares para sua operação. Algumas opções interessantes que você pode encontrar são:

  • Treinamentos e webinars – a oferta de treinamentos, webinars e materiais de auxílio é um ponto básico que alguns canais podem oferecer. Isso porque ter essa ajuda pode ser muito importante para você conhecer melhor o canal, saber operar a plataforma e até receber insights estratégicos de como vender mais e melhor.
  • Auxílio de entrega e logística – alguns marketplaces podem ter opções gratuitas e pagas de entrega. Nas mais básicas, você embala e posta o item e o canal se responsabiliza pelas entregas. Além disso, há opções mais robustas de “fulfillment”, que cuidam desde a estocagem do item até o pós-venda. 
  • Integração – pode ser oferecida de forma gratuita por alguns marketplaces. A integração permite centralizar informações de sua loja e mercadorias, que estejam cadastradas em um ERP, plataforma de e-commerce ou diferentes canais de marketplace
  • Inteligência de marketplace – é uma solução que pode ser contratada à parte em alguns canais. Ela permite a análise de concorrentes que competem pela venda do mesmo produto e como eles se posicionam por preço.
  • Anúncios patrocinados – é uma opção contratada à parte nos marketplaces que oferecem essa modalidade. Os anúncios patrocinados são uma maneira de aumentar a divulgação de um produto do canal, fazendo com que ele apareça em áreas destacadas dos sites.
  • Contratação de crédito – é uma opção contratada à parte nos marketplaces que oferecem essa modalidade. Após a análise de crédito do lojista, os marketplaces podem disponibilizar um valor para empréstimo (com juros competitivos) para que o parceiro invista no negócio.
  • Produção de conteúdo e mídia – alguns canais podem ter agências de conteúdo digital para quem deseja criar ofertas mais vendedoras, com bons textos e fotos, além de páginas especiais. É um serviço contratado à parte.

Mesmo que algumas opções sejam contratadas à parte, elas podem fazer muito sentido conforme as necessidades de desenvolvimento e etapas de crescimento de sua loja. Por isso, não deixe de se cadastrar em canais que te ajudem a evoluir suas vendas!

3 – Relevância e reputação do marketplace

Ao escolher um marketplace para vender peças automotivas, também leve em conta a relevância do canal e a reputação dele no mercado e para o consumidor.

Esse ponto é importante para sua loja ter maior abertura e impactar todos os perfis de clientes, inclusive os mais criteriosos.

Algumas formas de analisar isso são: 

  • Conhecer os números de acessos e compras feitos no canal ao longo do ano;
  • Conhecer os números de acessos e compras feitos no canal durante as principais datas comerciais (Ex: Black Friday, Natal);
  • Saber quais prêmios ele já recebeu do mercado (Ex: Ebit, Reclame Aqui);
  • Entender a experiência dos consumidores que compram nele.

4 – Atrativos para o cliente final comprar

É importante que o marketplace tenha todas as facilidades básicas para você conseguir vender peças automotivas para clientes de diferentes perfis. Alguns pontos que ajudam a engajar os clientes a fecharem a compra são: 

  • Segurança no site – qualquer marketplace deve tomar medidas básicas de segurança para proteger os clientes e lojistas que compram ali, investindo em sistemas antifraude e criptografia de informações.
  • Variedade de meios de pagamento – o marketplace também precisa facilitar o pagamento por diferentes perfis de clientes, oferecendo uma boa variedade de bandeiras de cartões e compra por boleto. Alguns canais podem ainda oferecer opções para pagamento em cartões de crédito de bandeiras próprias, o que pode ajudar a atrair clientes qualificados e com um ticket-médio maior.
  • Opções de parcelamento – como sua loja será responsável pela venda, você será responsável por definir as parcelas, mas é fundamental que o canal dê essa opção para o cliente.
  • Cashback – alguns marketplaces podem ofertar opções de compra com carteiras digitais que retornam uma parte do valor do pedido para o consumidor. Isso pode ser bastante atraente para os clientes e engajar mais pedidos.
  • Campanhas especiais – também vale entender quais campanhas especiais o canal costuma fazer para atrair mais clientes, como ações em datas comemorativas do varejo (Natal, Black Friday, Dia das Mães, etc), além de aniversário de marcas e promoções por departamentos.

Seguindo estas dicas, fica mais fácil escolher um bom marketplace para vender peças automotivas e se destacar na venda destes itens.

Leia também:

Por que é estratégico vender no marketplace?

Tendências e oportunidades no mercado de autopeças e acessórios automotivos

Cadastro no B2W Marketplace: o passo a passo para se tornar um parceiro

Compartilhe esse post: