O que é EAN e como criar um para seu produto?

Compartilhe esse post:
ean

Aprenda o que é o código EAN e como criar um para seu produto

EAN (European Article Number) é o nome oficial do número de identificação global de produtos que vemos nos código de barras. Ele é um padrão usado ao redor do mundo, que pode variar de 8 a 13 dígitos.

Cada item que um lojista vende possui um EAN único, funcionando como uma espécie de RG que identifica aquele item onde quer que ele seja vendido. Ex: uma camiseta terá um EAN diferente para cada variação (de cor, tamanho, etc.) que você venda. O EAN da camiseta P, modelo X e marca Y, por exemplo, será o mesmo aqui no Brasil, nos EUA ou no Japão.

O uso do código EAN é fundamental para manter sua loja ou empresa legalizada. 

Quais informações estão no EAN?

Como falamos, o EAN traz um conjunto de números que ajudam a informar alguns dados dos produtos. Estes dados são:

  • Os 3 primeiros dígitos fazem referência a GS1 que atribuiu a numeração: Exemplo: 789 e 790 significam que a numeração foi liberada pela GS1 do Brasil
  • A empresa dona da marca do produto (próximos 4,5 ou 6 dígitos);
  • Produto produzido ao qual o código se refere (próximos 3,4 ou 5 dígitos);
  • Dígito verificador (1 dígito no final na sequência numérica)

Algumas curiosidades:

  • No código que vemos afixado nos produtos, há uma parte gráfica, em barras, que funciona como uma representação ilustrada da numeração. Esta parte obedece um princípio binário de 0 e 1, e é ela que pode ser identificada pelos leitores de supermercados;
  • O dígito verificador é usado para a validação dos leitores de código de barras. Quando os sistemas terminam a leitura, eles fazem um cálculo para conferir a informação e, com tudo correto, esse resultado será igual ao dígito verificador. Se der variação, o leitor tenta refazer a leitura ou apresenta o erro.

Como criar um EAN para seu produto?

Em primeiro lugar, você só precisa criar um EAN se você é dono da marca do produto, podendo ser um fabricante, distribuidor, etc. Caso você só atue na modalidade de revenda, certamente os itens que você comercializa já terão um código de barras fornecido pelo fabricante do item. 

Se você produz algum produto, aqui vão os passos para criar um EAN para ele:

Criando seu EAN com a filiação na GS1 Brasil

  1. Faça sua filiação na GS1 Brasil (Associação Brasileira de Automação) aqui neste link.
  2. Você precisará informar se é Pessoa Física (artesão ou produtor rural) ou Jurídica (empresa LTDA., empresa S.A. ou empresário individual), além de seus dados pessoais e sobre a empresa, incluindo o CNPJ;
  3. Depois, precisará enviar os documentos da empresa via fax, Correios ou e-mail;
  4. Após a análise da documentação, será preciso pagar uma taxa de inscrição e posteriormente uma anuidade. Para estes pagamentos, serão enviados boletos para seu e-mail. Aqui neste link você pode conferir todos os documentos exigidos e os valores, que variam conforme seu faturamento anual.
  5. Depois, você precisará criar a identificação dos produtos e escolher o tipo de código de barras que será utilizado. Você pode acompanhar todos os detalhes de como fazer isso aqui.

Pontos de atenção

  • Lembre-se de criar um EAN único para cada produto e variação de item que você fabrica. O mesmo código não pode ser compartilhado por vários produtos;
  • Portanto, se você produz copos nas cores verde e vermelha, nas dimensões de 200ml e 250 ml, deverá ter 4 EANS: um para o copo verde de 200ml, outro para o copo verde de 250 ml, outro para o copo vermelho de 200ml e finalmente, um para o copo vermelho de 250ml;
  • Também fique atento para atualizar seu EAN sempre que fizer alguma alteração em seu produto e/ou embalagem.

Por que vale a pena criar um EAN de seu produto?

  • O EAN ajuda a identificar as mercadorias, facilitando o rastreio, expedição e gestão logística;
  • O código também ajuda no controle de dados do produto, como, por exemplo, o prazo de validade de itens perecíveis;
  • O EAN também é fundamental para seu produto cadastrado na internet ser indexado por canais de alto tráfego, como o Google Shopping, por exemplo;
  • O EAN melhora a relação com distribuidores e toda a cadeia de lojistas que vendem seu produto, pois além de transparência, ele oferece agilidade nas vendas, já que dispensa a necessidade de digitar cada detalhe sobre o produto na hora da venda nos caixas de supermercado ou na internet;
  • Ter um produto com EAN permite que ele seja vendido legalmente em todo o território nacional/ internacional, e você ainda pode aproveitar e criar uma oferta para ele dentro do B2W Marketplace.

Com o EAN em mãos, não deixe de aproveitar para vender seu produto nos marketplaces e contar com todo o potencial deste canal!

Leia também:

Por que alguns fabricantes estão vendendo no marketplace?

9 pontos essenciais em seu planejamento de vendas

7 ferramentas para a análise de concorrentes e estudo de mercado

Compartilhe esse post: