Dicas para quem está iniciando um negócio próprio no varejo

Compartilhe esse post:
negócio próprio no varejo

Veja como alavancar um negócio próprio no mercado varejista

Iniciar um negócio próprio no varejo é o sonho de muita gente que busca sucesso no empreendedorismo, seja para aumentar a renda, encontrar um novo nicho profissional ou mesmo pela autonomia de trabalhar para si próprio. 

No entanto, existem alguns fatores que podem influenciar o sucesso de um negócio, a começar pela formalização do trabalho, passando por boas parcerias, aumento da disponibilidade e, claro, muito profissionalismo e foco no negócio. 

A seguir, explicamos cada um destes aspectos que podem alavancar as vendas de quem está apostando em um negócio próprio no varejo:

Formalize suas vendas

Vender formalmente é importante para ajustar seu negócio junto às legislações brasileiras e os governos municipal, estadual e federal. É algo importantíssimo para o crescimento da sua empresa e, hoje em dia, é muito fácil iniciar suas vendas abrindo um CNPJ como MEI (Microempreendedor), caso você tenha faturamento anual de até R$81 mil ou então por meio de uma categoria que se encaixe no Simples Nacional, caso seu faturamento seja de até R$ 4, 8 milhões.

Henrique Cândido, dono da WHCA Relógios, loja parceira do B2W Marketplace, era camelô e passou por esse processo de virar MEI quando optou por abrir seu próprio negócio. Essa formalização permitiu que ele tivesse contato direto com os fabricantes de relógio. “Foi quando eu fiz o primeiro contato com uma empresa mesmo, que vendia um produto legalizado, com nota fiscal”, diz.

Tenha bons parceiros

Para Henrique, a parceria com seus fornecedores e com o B2W Marketplace também foram muito importantes em sua jornada. Ele destaca que o fundamental é isso: a parceria. “A parceria leva você ao sucesso, ao lugar que eu tô agora”, revela.

Ele destaca que os sites do B2W Marketplace fizeram muita diferença para seus resultados. Segundo ele, o produto aparece muito mais, já que são milhares de acesso ao mesmo tempo. “Já aconteceu da gente anunciar um produto 8h da manhã e quando for à tarde já ter 10 vendidos, 5. E isso só acontece na Americanas”, diz.

Além disso, ele destaca que um fornecedor o ajudou a ajustar as vendas assim que decidiu apostar na categoria de relógios em um negócio próprio. “Conheci um vendedor que ajudou muito. E foi o único vendedor na ocasião que eu tive coragem de falar que eu era camelô e queria vender o produto original”, conta ele.

Seja 24×7

Mesmo que você venda seus produtos fora da internet, é importante pensar que a presença digital pode aumentar a disponibilidade por seus produtos, que estarão disponíveis 24h por dia e 7 dias por semana. 

O lojista Henrique, por exemplo, entendeu a importância da internet após ficar internado por 6 dias na UTI e perceber que mesmo com muito estoque, sua condição o impossibilitava de vender presencialmente. 

Foi assim que ele pensou em outra saída para manter o negócio funcionando. “Tinha mercadoria em casa, não podia trabalhar e aí eu resolvi anunciar na internet”, conta.

Seja perseverante

Por fim, seja perseverante em sua meta com o negócio. Tenha foco, trabalhe constantemente e de forma estratégica para o negócio prosperar. Segundo Henrique, esse é um ingrediente fundamental para quem deseja alcançar o sucesso.

“O ser humano, ele é movido a conquistas. Tudo que você conquista, tudo que você adquire com o teu trabalho, aquilo ali te incentiva a acordar cedo e trabalhar. Não existe nada fácil. Sem trabalho, sem perseverança você não chega a lugar nenhum mesmo”, diz ele.

Seguindo estas dicas, fica fácil alavancar um negócio próprio no varejo, lembrando sempre de manter tudo estruturado e sob muito trabalho até os resultados surgirem.

Conexões

O seller Henrique Cândido, fundador da WHCA Relógios, faz parte do projeto Conexões, onde contamos a história de alguns lojistas que vendem no B2W Marketplace. No vídeo abaixo você pode conhecer mais sobre ele e seus desafios na venda de relógios:

B2W Marketplace

O B2W Marketplace, formado pelos sites Americanas.com, Americanas Empresas, Submarino e Shoptime, permite que outros lojistas se tornem seus parceiros e vendam nestes sites. Se seus produtos ainda não estão aqui, aproveite e cadastre-se!

Leia também:

O que é e como vender no B2W Marketplace?

4 pontos fundamentais para criar um negócio de sucesso

Iniciando as vendas no mercado varejista: dicas e pontos de atenção

Compartilhe esse post: