4 pontos fundamentais para criar um negócio de sucesso

Compartilhe esse post:
negócio de sucesso

Descubra os fatores que não podem faltar para a construção de um negócio de sucesso

Uma empresa bem sucedida não pode deixar de se atentar a alguns pontos que auxiliam desde o planejamento do negócio como seus resultados no futuro. 

A definição do produto que irá vender, o comprometimento do lojista com o sucesso de sua empresa e a expectativa dos clientes, além de boas parcerias e atenção para oportunidades do negócio e datas com grande potencial de vendas são alguns destes fatores.

A seguir, você vai entender um pouco mais estes pontos e como eles nortearam Emerson Malvazzo, 40 anos, dono da Casa dos Estojos, e parceiro do B2W Marketplace em sua trajetória de vendas para criar um negócio de sucesso. 

1- Definir bem o produto e mercado de atuação

Emerson Malvazzo começou sua loja em Limeira. Ao entender que a cidade tinha uma forte conexão com a venda de joias, sendo conhecida como a Capital Nacional da Joia Folheada, ele decidiu mirar nesse mercado e passou a vender estojos para armazenar estes produtos naquela cidade.

“Eu era de São Paulo, tinha outro tipo de comércio que era design de interiores. Vim para Limeira, que é a Capital da Joia, chegando aqui não sabia muito o que ia fazer, e pensei em vender coisas voltadas para esse nicho”, conta ele.

O negócio deu muito certo e hoje ele vende esses itens para todo o país pela internet.

Uma dica que ele dá para quem está começando é focar em coisas que ninguém tá vendendo e que tenha fácil acesso de compras, isto é, onde haja uma demanda a ser explorada. 

2- Ter foco no digital e comprometimento

Outro ponto fundamental para o sucesso de um negócio é não desconsiderar o poder do mercado digital. Vale lembrar que, em 2018, o número de pedidos recebidos pelo e-commerce foi de 123 milhões, registrando um crescimento de 10% para o ano anterior. Esse crescimento tem sido frequente nos últimos anos, e, quem deseja criar uma empresa de sucesso, não pode ignorar a importância de atingir estes potenciais clientes.

Segundo o parceiro Emerson Malvazzo, “[o lojista] pode ter certeza que [o meio digital] é muito promissor: a internet é o futuro,não tem como escapar disso”.

Por outro lado, ele também ressalta a importância do comprometimento de quem empreende nesse mercado. 

“Quando tinha a loja em São Paulo era diferente, porque como é física tem um horário para abrir, para fechar. Era mais light, vamos dizer assim. No e-commerce não, a gente tem que se adaptar diariamente”, reforça ele.

3- Contar com parcerias estratégicas

Ter boas parcerias é muito importante para firmar sua operação e alavancar os resultados do negócio. Cada lojista poderá entender quais contatos fazem mais sentido para sua realidade no momento: se uma sociedade faz sentido, se já está na hora de contratar mais funcionários, quais serão os fornecedores e etc.

Para Emerson, uma parceria fundamental para a criação de um negócio de sucesso foi a de sua esposa: ele mudou para Limeira após ela ser transferida da empresa e, mais para frente, ambos decidiram tocar o negócio na venda de estojos juntos. “Sentamos, conversamos e ela veio trabalhar comigo aqui na loja”, conta.

Outra parceria que ele destaca é com o B2W Marketplace, que além da força das marcas Americanas.com, Submarino e Shoptime, conta com serviços auxiliares para o parceiro. “O forte deles que tem lá também é o B2W Entrega: você não precisa ficar preocupado se vai entregar, se não vai”, diz.

4 -Saber aproveitar datas oportunas

Os varejistas também não podem perder nenhuma oportunidade de venda e isso exige bastante atenção com as principais datas do varejo, já que elas representam momentos em que o consumidor está mais disposto a gastar.

Em alguns casos, os clientes chegam a guardar dinheiro e esperar estas datas promocionais do varejo para fazer aquisições com ticket-médio mais alto e até compras por impulso. Isso é algo que acontece, por exemplo, em uma data com a Black Friday, onde além destes pontos, alguns clientes ainda aproveitam para garantir o desconto e antecipar as compras para o Natal. 

Emerson teve uma experiência muito positiva ao aproveitar esse período e conseguiu aumentar seu faturamento. “Coloquei [os produtos para vender durante] a primeira Black Friday do ano passado. Meu Jesus amado, em dois dias eu vendi mais ou menos 2 meses de B2W”, diz.

Estes pontos são essenciais para qualquer negócio de sucesso no mercado. Se sua empresa seguir todas as dicas, fica fácil conquistar resultados expressivos para sua loja!

Conexões

O seller Emerson Malvazzo, fundador da Casa dos Estojos, faz parte do projeto Conexões, onde contamos a história de alguns lojistas que vendem no B2W Marketplace. No vídeo abaixo você pode conhecer mais sobre ele e seus desafios na venda de estojos para joias:

B2W Marketplace

O B2W Marketplace, formado pelos sites Americanas.com, Americanas Empresas, Submarino e Shoptime, permite que outros lojistas se tornem seus parceiros e vendam nestes sites. Se seus produtos ainda não estão aqui, aproveite e cadastre-se!

Leia também:

Iniciando as vendas no mercado varejista: dicas e pontos de atenção

Por que é estratégico vender no marketplace?

Varejo: como abrir um negócio com pouco dinheiro

Compartilhe esse post: