Por que usar o B2W Marketplace para vender calçados?

vender calçados

Vender calçados no B2W Marketplace é uma forma de aumentar a visibilidade e receita com seus produtos. Veja os benefícios de fazer isso

O B2W Marketplace – Americanas.com, Submarino, Shoptime e B2W Empresas – reúne algumas das principais marcas do Brasil, reconhecidas pelo público e onde as pessoas já costumam comprar. Só no primeiro semestre de 2018, os sites contabilizaram uma média de 138,8 milhões de visitas e 575,6 milhões de pageviews por mês.

Essa é uma das principais razões para vender calçados de sua loja nesse canal: ele ajuda a aumentar a exposição e vendas desses produtos para clientes de todo o país.

Um ponto importante é que o B2W Marketplace  pode atuar em paralelo às vendas de sua loja, como um canal online que complementa seus resultados. Tudo isso sem qualquer custo inicial para começar a vender. O marketplace só exige o pagamento de uma comissão sobre a venda concretizada por meio do canal, de forma que você só paga quando estiver obtendo resultados.

A seguir estão alguns fatores que mostram por que vale a pena vender calçados de sua loja no B2W Marketplace:

 

Reconhecimento das marcas

Vender online é estratégico para todos os setores, mas especificamente o setor de Moda e Acessórios é um dos que mais se destaca no comércio eletrônico, o setor foi líder em volume de pedidos em 2017, segundo dados do E-bit, com 14,2% do mercado de vendas virtuais.

Uma grande vantagem de vender online no B2W Marketplace é que os sites são muito reconhecidos e acessados pelo público, que confia e compra através deles.

Além disso, as marcas são premiadas tanto pelo público, como pelo mercado, tendo acumulado prêmios como o de Loja Diamante Mais Querida e Melhor Loja Diamante (E-bit), Marcas Mais (Estadão), 1º lugar entre os maiores e-commerces da América Latina (Internet Retailer), Prêmio Época Reclame Aqui (Época Negócios), entre outros.

 

Categorias e público diversificado

vender calçados no marketplace

O B2W Marketplace possui várias categorias e subcategorias de produtos, de forma que é possível cadastrar todo o seu sortimento de calçados, para os públicos feminino, masculino e infantil.

Entre as sub-categorias de calçados, por exemplo, há repartições para as vendas de alpargatas, anabelas, ankle boots, botas, chinelos, docksides, mocassins, oxfords, peep toes, rasteiras, sandálias, sapatilhas, scarpins, slippers e tênis.

 

Estratégias por marca

Uma opção para vender calçados no B2W Marketplace é aproveitar as marcas que abrangem o canal e segmentar sua estratégia para cada público-alvo.

As marcas Americanas.com, Submarino e Shoptime podem impulsionar suas vendas no varejo. A primeira é conhecida por ser muito democrática, inclusiva e presente no dia a dia dos brasileiros; a segunda tem um público jovem e conectado que gosta de tendências e tecnologia; já a terceira é o maior canal de home shopping da América Latina, com produtos para a casa e soluções práticas para o dia a dia.

Com isso, você pode, por exemplo, criar uma estratégia de preço diferenciada em cada canal, para os sapatos que tenham maior aderência em cada um.

Além disso, o canal B2W Empresas, também pertencente ao grupo, permite a venda de itens para outros CNPJs, atendendo demandas no atacado.

 

Ações em mídia

vender calçados no marketplace

O B2W Marketplace também possui uma estratégia bem interessante para destacar as principais ofertas na home, o que abre possibilidades para que alguns lojistas se destaquem com seus produtos, incluindo os calçados.

Além das ações diretas criadas pelo B2W Marketplace, os sellers podem obter destaques para seus calçados com ações patrocinadas de mídia no canal, por meio de anúncios do B2WADS, ou mesmo com outras opções como e-mail marketing, compra de espaços publicitários em páginas estratégicas e etc.

 

Por esses motivos, vale muito a pena vender seus calçados no B2W Marketplace!

 

Leia também:

O que é marketplace e como ele facilita a venda de seus produtos?

O que é e como vender no B2W Marketplace?

Cadastro no B2W Marketplace: o passo a passo para se tornar um parceiro