Quanto custa vender no B2W Marketplace?

Compartilhe esse post:

vender no B2W Marketplace

O marketplace oferece excelentes oportunidades de venda a um investimento controlado

É possível começar a vender no B2W Marketplace investindo pouco, já que não é cobrado nenhum valor inicial para se tornar parceiro. O lojista parceiro irá pagar apenas uma comissão sobre o valor total das vendas com pagamento aprovado dentro do canal.

As taxas de comissão giram em torno de 16% sobre o valor do pedido, ou seja o produto + frete. Por isso, o parceiro deverá manter isso em mente na hora de precificar os produtos.

Considerando o alto tráfego dos sites que formam o B2W Marketplace, este investimento se torna vantajoso. Além disso, as marcas são reconhecidas pelo público, tendo recebido prêmios como Loja Diamante Mais Querida e Melhor Loja Diamante (E-bit), Marcas Mais (Estadão), 1º lugar entre os maiores e-commerces da América Latina (Internet Retailer), Prêmio Época Reclame Aqui (Época Negócios), Marcas dos Cariocas (O Globo), além do Prêmio Socioambiental Chico Mendes (Instituto Chico Mendes).

Com isso, os clientes confiam muito na Americanas.com, Submarino e Shoptime – marcas do B2W Marketplace – acessando e fazendo pedidos no sites. Quando o lojista vende ali, os produtos dele também podem ser pedidos pelos clientes, gerando um retorno significativo.

Para quem o B2W Marketplace é indicado?

Vender no B2W Marketplace é estratégico para:

  • Varejistas que já tem um e-commerce e queiram aumentar as vendas;
  • Quem não possui um e-commerce próprio e deseja começar a vender na internet investindo pouco;
  • Indústrias e distribuidoras que pretendem se desfazer de produtos parados em estoque e conquistar mais vendas para novos produtos. Neste caso é preciso possuir uma autorização (CNAE) que permita a venda no varejo por essas instituições.

O baixo investimento e altas possibilidades de retorno podem fazer com que este canal seja relevante para muitos perfis de negócio.

Quais as diferenças entre um e-commerce e o B2W Marketplace?

Para se ter uma ideia, o marketplace é um investimento mais barato que o de um e-commerce, e cujo risco também é menor.

O e-commerce exige um investimento inicial para se começar a vender e gerar tráfego, além do custo de manutenção. Por isso, ele exige mais conhecimento estratégico e de mercado para que o lucro compense todos os investimentos.

No caso do marketplace, o tráfego já está formado e o pagamento da comissão é feito conforme as vendas dos produtos vão surgindo. Com isso, mesmo com pouca experiência de mercado e baixo investimento, é possível começar a receber pedidos. Existe muito suporte do canal para ajudar nas vendas e o pagamento só irá ocorrer quando isso estiver acontecendo de fato.

O que você precisa para criar um e-commerce próprio?

custos de investir no e-commerce

Estoque inicial, plataforma + mensalidade da plataforma, gateway de pagamento, segurança (antifraude, SSL, blindagem), soluções de pagamento, ERP/ mensalidade do ERP, marketing e agências, custos operacionais e logísticos, capital de giro (para vendas à prazo), recursos humanos (equipe gerencial e técnica/ SAC/contador/treinamentos) + ferramentas de gestão.

O que você precisa para vender no marketplace?

custos de investimento marketplace

Estoque inicial, custos operacionais e logísticos, recursos humanos (equipe enxuta) + ferramentas de integração e gestão, pagamento da comissão por venda (varia conforme canal e categoria).

O marketplace é um e-commerce muito bem estruturado que abre suas portas para que outros lojistas vendam ali dentro. Com isso, o parceiro já encontrará uma plataforma pronta, com muita segurança, alta capacidade de desempenho, diferentes formas de pagamento e muito acesso por clientes já fidelizados. Basta entrar e começar a vender!

Leia também:

Curva de crescimento: como o B2W Marketplace ajuda os varejistas a vender mais?

5 vantagens para o fabricante vender no B2W Marketplace

Como as distribuidoras podem vender no B2W Marketplace?

Compartilhe esse post: